O que te incomoda?

25/04/2015

O que te incomoda? | camilecarvalho.com | #camilecarvalho

Vivemos preocupados com nossa imagem pessoal. Se colocar determinada roupa, pensarão mal de mim. Se eu agir de determinada maneira, não serei bem visto pelos meus colegas de trabalho. Se eu investir naquele sonho que está na gaveta há anos, falarão de mim por trás. Mas será que a opinião alheia deve ter tanto peso assim em nossas decisões?

É verdade que nossa aparência, o modo como nos comportamos em público e alguns projetos pessoais podem chamar a atenção alheia se não nos encaixarmos num padrão pré-determinado pela sociedade. Mas até que ponto devemos continuar agindo como animais adestrados a seguirem um fluxo? Será que a atenção dos outros realmente cai sobre nós diariamente ou muitos dos nossos medos de sermos julgados não é apenas medo do desconhecido?

Nossas vidas andam tão corridas que praticamente não prestamos atenção no outro. Estamos constantemente preocupados com as opiniões alheias, sobre o que vão pensar de nós que acabamos nos transformando em uma sociedade preocupada não com nós mesmos, mas sempre com a possibilidade de sermos vítimas de julgamentos.

Mas então me pergunto, que diferença fará a opinião de estranhos ou até mesmo conhecidos sobre a roupa que vestimos, um livro que pensamos em escrever mesmo sem nunca ter tentado ou até mesmo de termos opiniões diferentes do comum? Exceto algumas situações em que dependamos de uma outra pessoa, que diferença faz se alguém ri, cutuca o outro ao passarmos ou pensa que não conseguiremos atingir determinado objetivo?

Nenhuma diferença.

Temos tanto a aprender, a evoluir e acredito que viver a vida do outro enquanto a nossa passa pela janela não é uma escolha inteligente. Se você hoje tem receio de ser você mesmo ou de ir atrás de um sonho, apenas pare e seja você. Corra atrás. Invista em seus objetivos, em seu caminho, afinal, a sua história não pertence a mais ninguém a não ser você mesmo. Agora, se você é daqueles que se preocupam demais com a roupa do colega, da forma como alguém vê a vida ou com os sonhos “impossíveis” dos outros, não estaria na hora de começar a construir sua própria história de vida? Nunca é tarde para mudanças, até porque no final, nada disso importará a não ser o que construímos ao longo de nossa jornada.

Nunca tenha medo de ser você. Aprenda a amar a si próprio, afinal, suas diferenças é o que constrói sua personalidade.

Você é único e importante.

Compartilhe o artigo:Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on Tumblr

5 comentários leave one →

  1. Silvana

    Esse post veio na hora certa.
    Precisava ler isso

    Responder
  2. Fernanda Luz

    Muitas vezes “compramos” os medos das outras pessoas… muitas vezes nos escondemos por medo do que as outras pessoas vão pensar… medo? Medo deveria ser de não viver intensamente.

    Responder
  3. adriano fiori

    Excelente texto! Parabéns!

    Responder
  4. Poxa, que texto incrível e incentivador. É tão normal ver as pessoas se alienando a um padrão imposto pela sociedade e opiniões alheias, e essas pessoas acabam esquecendo quem realmente são. Parabéns Camile! 🙂

    Responder

Gostou do que escrevi? Deixe um comentário! :)