Vida Simples

Lista: do que estou desapegando #3

15/11/2016

Do que estou desapegando? Camile Carvalho

Faz um tempo que eu não venho aqui compartilhar com vocês sobre meus desapegos. E quando falo em desapego, não me refiro necessariamente a roupas, objetos e coisas materiais, mas também a emoções, sentimentos e hábitos que não me fazem tão bem.

# Desodorante industrializado

Já faz um tempo que não compro um desodorante industrializado cheio de químicas. Troquei o meu por leite de magnésia com óleos essenciais e estou muito satisfeita. Mantenho um industrializado apenas na minha bolsa de yoga para uma eventualidade, mas raramente uso. Tem dado muito certo usar apenas o leite de magnésia, inclusive quando vou correr. Pretendo depois experimentar a pedra hume, mas ainda não encontrei uma pra comprar.

# Milhares de cremes para o cabelo

Quando comecei minha transição capilar, saí comprando compulsivamente cremes para ativar cachos e tudo o que eu encontrava no caminho para ajudar na nova textura do meu cabelo. Resultado? Acabei me frustrando por 1) não ter aquela textura que meu cabelo ficava naturalmente (ele não é tão cacheado como ficava) e 2) dava mais trabalho do que quando eu alisava.

Acabei desapegando dessa busca incessante por cabelos cacheados perfeitos – que não tenho – e hoje estou apenas lavando e usando um creme pra pentear normal. De vez em quando uso umas gotinhas de óleo de coco nas pontas e deixo secar no natural. Muito menos trabalho. Isso fez com que eu desapegasse do próximo item:

# Ter um cabelo ~perfeito~ que não é o meu

Sim, eu tenho cabelo sem forma. Sim, eu uso escova giratória pra alisá-lo de vez em quando. Sim, eu tenho vários bad hair days e apenas faço um coque no topo da cabeça e sou feliz assim. Desapeguei da ideia de manter um cabelo perfeito simplesmente por que não tenho um cabelo perfeito. Aliás, ele é perfeito do jeito que é e está tudo bem. Também desapeguei da onda de transição capilar cheio de “não pode isso, não pode aquilo” e apenas relaxei. Quando quero alisá-lo, aliso. Quando quero no natural, deixo secar ao vento. E está tudo bem. Sem cobranças, sem neuras. 🙂

# Pessoas que me faziam mal

Não é porque me distanciei de alguns amigos que esses, em específico, me façam mal, longe disso! Alguns amigos são muito queridos, apenas na correria do dia-a-dia acabamos não nos encontrando mais. Porém, desapeguei sem dó de algumas pessoas que me colocavam pra baixo. Que vivem pra pisar nos outros, tentando mostrar uma vida, um status que não possuem. Pessoas assim são tóxicas, e por mais que as amemos, quando passa o limite de nos prejudicar, nos humilhar, a melhor saída é se afastar.

# Blog (what?)

Calma, eu não desapeguei do blog e nem pretendo encerrá-lo. A questão é que eu tenho um certo problema chamado chatice de gente metódica e me cobro DEMAIS em relação ao conteúdo que publico. Preciso ter tudo organizado demais e acabo caindo na armadilha da procrastinação. É claro que não vou transformar meu blog em algo feito de qualquer jeito, mas estou, aos poucos, transformando esse espaço em algo mais leve, no qual eu possa simplesmente abrir o notebook e escrever.

O carinho por ele continua o mesmo, o que muda é a fluidez com que escrevo e cuido dele. Eu penso o seguinte: se alguém se incomoda com o conteúdo que compartilho, isso significa que não é meu público. Há milhares de blogs super legais por aí e acredito que um blog deva refletir o blogueiro. Assim, atraímos os leitores que se identificam com quem realmente somos e tudo fica mais leve.

E vocês, do que estão desapegando? Compartilhem comigo!

obs.: tive um problema na url do leveporai, portanto, o blog seguirá seu fluxo neste endereço camilecarvalho.com até quando o universo permitir. Antes, eu arrancaria os cabelos por causa disso. Agora, enxerguei o copo metade cheio, vi o que poderia ser feito e apenas troquei o conteúdo pra cá. Acho que estou desapegando de mais coisas do que tenho consciência. ❤

imagem: ISO Republic

Compartilhe o artigo:Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on Tumblr

2 comentários leave one →

  1. Júlia

    Desapegar é sempre bom, quando nos faz bem. Tento sempre desapegar de redes sociais e tudo aquilo que toma demais o meu tempo. Desapegar de pessoas tóxicas também é sempre bem vindo hahaha.
    Sempre vou acompanhar o blog, em todas essas transições dele (desde o vida minimalista). Me inspira demais a ser uma pessoa mais simples e leve <3 sucesso Mille!

    Responder
  2. Parabéns, Camile ! Você acaba servindo de exemplo para muita gente, inclusive p/ mim. ( Já não uso desodorante, às vezes suco de limão ou desodorante natural de limão + laranja.

    Responder

Gostou do que escrevi? Deixe um comentário! :)