Balada Russa – Wladimir Kaminer

Resenha do Livro Balada Russa, de Wlaimir Kaminer | camilando.com | #camilando

Balada Russa (Russendisko) é um livro de Wladimir Kaminer, e conta com uma reunião de vários contos do mesmo autor que giram em torno da vida dos imigrantes russos em Berlim. Já o tinha lido no meu desafio dos livros esquecidos, mas hoje decidi reler alguns contos e me divertir com seu tom irônico e muito bem-humorado, fazendo com que situações bem estranhas e nem tão agradáveis se tornem leves e até cômicas. Ao todo são 50 contos bem curtinhos e Balada Russa se torna aquele livro que começamos a ler e não queremos mais parar.

Wladimir Kaminer é um russo nascido em 1967 e que, aos 22 anos, emigrou da Rússia para Berlim. Balada Russa é seu primeiro livro publicado no Brasil e a obra que inspirou o filme Russendisko, de 2012. Além de escritor e colaborador da imprensa alemã, Kaminer também é DJ – o que talvez tenha influenciado o título do livro.

Resenha do Livro Balada Russa, de Wlaimir Kaminer | camilando.com | #camilando

Cada história contada pelo autor nos leva a um ambiente muito diferente do que estamos acostumados. Desde o “jeitinho brasileiro” de alguns de seus amigos russos para conseguir o passaporte da emigração para Berlim – se passando por judeus, diga-se de passagem, até a fuga pela janela de outro imigrante ao descobrir que a polícia estava no prédio, Kaminer consegue dar um tom bem-humorado a situações não muito engraçadas no momento em que foram vividas.

É um livro que, ao mesmo tempo que nos diverte, também nos faz conhecer um pouco mais da atmosfera vivida pelo povo soviético na década de 90 no momento em que a Alemanha acolheu dezenas de famílias judias como forma de compensação pela Alemanha Ocidental nunca ter pagado a reparação da guerra para Israel.

O rabino perguntou a uma senhora o que se comia durante a Páscoa. “Pepinos”, respondeu a senhora, “pepinos e bolo de Páscoa”. “De onde a senhora tirou os pepinos?”, o rabino se exaltou. “Ah, sim, agora eu sei o que o senhor quer dizer”, a senhora falou radiante, “nós judeus comemos matze na Páscoa.” “Vá lá, pensando bem os judeus comem matze durante o ano todo, e também na Páscoa. Mas a senhora sabe o que é matze exatamente?”, perguntou o rabino. “É claro”, a mulher se alegrou, “são aquelas bolachas feitas de acordo com uma receita antiga, com o sangue de criancinhas.” O rabino desmaiou. Às vezes alguns homens se autocircuncidavam apenas e somente para evitar tais perguntas. – página 13

Resenha do Livro Balada Russa, de Wlaimir Kaminer | camilando.com | #camilando

Eu super recomendo o livro àqueles que gostam da cultura russa e querem saber mais como era viver na década de 90 na pós-União Soviética (e também emigrar para Berlim). Como o autor conviveu com judeus de várias partes, esteve em contato com diversas culturas e estilos de vida diversificados, o que lhe rendeu uma coletânea de casos peculiares.

Eu deveria anotar dentro de um quadrado de tamanho médio os motivos para meu “ingresso na Alemanha”. Pus minha cabeça pra funcionar, mas não achei nenhum motivo. Vim pra Alemanha em 1990 absolutamente sem motivo. À noite, perguntei para minha mulher, que sempre sabe o motivo de tudo: “Por que viemos para a Alemanha?”. Ela achou que viemos por farra, para ver como era. Mas não seguiríamos em frente com formulações assim. O funcionário pensaria que estávamos entrando com o pedido de naturalização também por farra e não por… “Mas por que mesmo estamos pedindo naturalização?”. – Página 169

Resenha do Livro Balada Russa, de Wlaimir Kaminer | camilando.com | #camilandobalada-russa-8 Resenha do Livro Balada Russa, de Wlaimir Kaminer | camilando.com | #camilando

Freddy entrando na foto <3

Resenha do Livro Balada Russa, de Wlaimir Kaminer | camilando.com | #camilandobalada-russa-9Resenha do Livro Balada Russa, de Wlaimir Kaminer | camilando.com | #camilando

Eu amei a capa do livro! Parece rabiscada de caneta, mas é a capa mesmo rs

Balada Russa foi escrito por Wladimir Kaminer e publicado originalmente na Alemanha em 2000 com o título Russendisko. Foi traduzido para o português por Claudia Abeling e publicado pela Editora Globo em 2013. Para comprar uma cópia pela Amazon, clique aqui!


✭ ✭ ✭

Tag: Problemas de um leitor

17/06/2015
Categoria: Livros & Leituras | Tags:

Tag: Problemas de um Leitor | camilando.com | #camilando

Voltando a falar de livros, ontem conheci uma tag (questionário, pra quem ainda não está familiarizado) bem interessante lá no blog A Life Less Ordinary, que leu no blog Expresso para Dois que consiste em responder 11 perguntas sobre alguns problemas comuns de leitores e como lidamos com isso. Vamos lá?

1. Você tem 20 mil livros para ler. Como você decide o vai que ler?

20 mil livros? Socorro, que sonho! Se bem que não é muito impossível, visto que ultimamente tenho usado demais o meu Kindle. Mas a questão é, como escolher o próximo livro pra ler? Pra falar a verdade, sou uma pessoa de fases. Tem épocas que me entrego a leituras de budismo, taoísmo e yoga. Em outros momentos quero ler contos góticos e literatura medieval. Tem também aquele momento-dedicada, que é quando saio comprando e lendo vários livros acadêmicos da minha área, então o primeiro passo é definir em que momento estou. Depois disso definido, acho que é a escolha do livro é mais por intuição mesmo.

2. Você está no meio de um livro, mas não está gostando. Você para ou continua?

Não consigo continuar lendo algo que não esteja me agradando, e talvez seja por isso que tenho tantos livros abandonados pela metade (e não acho isso legal). Penso um dia concluir minhas leituras abandonadas, até já fiz um desafio de ler 3 livros esquecidos antes de começar uma nova leitura. Foi legal, mas me senti muito pressionada a lê-los, e acho que uma boa leitura precisa ser agradável, não por pressão.

3. O fim do ano está chegando e você está perto, mas não tão perto de finalizar sua meta de leitura. O que você pretende fazer e como?

Estipulo uma meta apenas pra me guiar. Tenho muita vontade de ler 50 ou mais livros em um ano, mas nem sempre isso é possível. De 2013 pra 2014 diminuí minha quantidade de livros lidos de 26 para 21, mas por outro lado fiquei muito entretida com outras atividades durante um grande período. Até agora li apenas 9 livros e já estamos quase no meio do ano, mas não me cobro. Sei que cada livro tem seu momento e prefiro ler menos e fazendo uma boa leitura do que ler correndo apenas pra cumprir uma meta e não absorver tanto que o livro tenha a proporcionar. Gosto de metas, mas sem neuras. :)

4. As capas de uma série que você ama são horríveis! Como você lida com isso?

Confesso que não sou de ler muitas séries. Pra falar a verdade, a única série que li foi Brumas de Avalon, e comecei a ler House of Nights e parei no primeiro livro (Marcada). Ultimamente tenho lido muito pelo Kindle, então não importa tanto se a capa é bonita ou não. Mas vou dizer a vocês, acompanho muitos leitores reclamando que às vezes uma série lança os primeiros livros com uma identidade visual e no meio do caminho muda completamente. Eu ficaria bem chateada caso acompanhasse uma série que faz isso.

5. Todo mundo, incluindo sua mãe, gosta de livros que você não gosta. Como você compartilha esses sentimentos?

Como comigo acontece o oposto (tenho um gosto bem diferente pra leituras), não me importo com o que dizem sobre o que leio, nem tampouco me incomodo se alguém lê o que eu não gosto. Cada um é livre pra ler o que quiser, e fico feliz em saber que as pessoas ao meu redor leem. <3

Tag: Problemas de um Leitor | camilando.com | #camilando

6. Você está lendo um livro e você está prestes a começar a chorar em público. Como você lida com isso?

Primeiro, eu evito ao máximo livros que me fazem chorar. Isso foi um dos motivos pelo qual não li A Culpa é das Estrelas. Eu já sei que é triste, já sei que todos sofrem junto com os personagens e sinceramente, não consigo nem começar uma leitura desse tipo. Sou um coração mole e choro à toa. Mas caso eu estivesse lendo um livro e ficasse emocionada, acho que enxugaria umas lágrimas disfarçadamente, sem me importar muito com quem está ao meu redor.

obs.: lembro de quando era adolescente e estava lendo Capitães de Areia. Acho que foi um dos primeiros livros que me tocou de verdade. Fiz a leitura de uma só vez, na véspera da prova de literatura da escola e fui dormir com o travesseiro molhado.

7. A sequência do livro que você ama acabou de sair, mas você esqueceu parte da história anterior. Você lê o anterior novamente? Pula para a sequência? Lê uma sinopse ou resenha? Chora de frustração?!

Ler o livro inteiro anterior? Acho que jamais teria essa coragem. Se estou empolgada pra ler a continuação, com certeza leria uma resenha ou sinopse, ou quem sabe as últimas páginas do anterior só pra relembrar o clima com que acabou a história.

8. Você não quer que ninguém, NINGUÉM, pegue seus livros emprestados. Como você educadamente diz às pessoas NÃO quando eles perguntam?

No meu caso, adoro quando amigos pegam livros meus emprestados. Gosto de compartilhar livros que gostei, principalmente pra conversar depois sobre eles. Lembro que quando li A Menina que não Sabia Ler emprestei pras minhas amigas da faculdade só pra ter com quem conversar depois sobre a história (que aliás, estou devendo uma resenha). Foi bem legal ir a uma pizzaria e ficar debatendo sobre o livro, o que não teria acontecido se eu não o tivesse emprestado. Sou daquelas que antes de pedirem, já empurra livros pros amigos e insiste que leiam só porque achei bom demais. 😛

9. Déficit de Atenção. Você não conseguiu ler os livros que queria no último mês. O que você faz para voltar a ler mais?

Eu tenho muito problema de atenção. Sempre carrego um livro pra ler na faculdade, nos intervalos entre uma aula e outra, mas a verdade é que enrolo mais do que leio. Pra mim, um momento ideal de leitura é antes de dormir, quando a casa está em silêncio e estou trancada no meu quarto. Sou extremamente distraída! Mas respondendo à pergunta, pra ler mais busco me preparar pra dormir mais cedo e me recolho na minha cama com meu abajur aceso, em vez de ficar no computador até a hora de dormir. Preciso sempre de muita concentração. Quando engreno na leitura, não tem sono que me pare!

10. Há muitos livros novos que foram lançados e que você está morrendo de vontade de ler! Quantos deles você realmente compra?

Não estipulo um limite de livros pra comprar, mas antes faço uma busca pelo Kindle Unlimited pra ver se algum deles está por lá. Depois, decido entre os que mais quero e se estiver na empolgação mesmo, compro. Nem sempre compro lançamentos, costumo esperar um pouco (por ter tantos na fila de leitura) mas pretendo reorganizar minha rotina pra conseguir acompanhar os lançamentos e fazer as resenhas aqui no blog.

11. Depois de ter comprado os novos livros que você tanto queria, quanto tempo eles ficam em sua prateleira antes de você realmente ler?

Às vezes o leio inteiro no mesmo dia, às vezes deixo na pilha de livros a serem lidos e por ali ficam por um bom tempo. Outro dia mesmo peguei um desses que havia comprado e deixei ali, rapidinho, enquanto terminava outras leituras e quando abri a capa vi que a compra foi feita no ano passado. Ou o tempo está voando demais ou estou realmente muito ocupada que nem percebi o tempo voar…

obs.: costumo, assim que compro um livro, escrever à lápis na primeira folha a data que comprei. Assim tenho mais controle de quanto tempo já tenho determinado livro e isso me ajuda nos momentos de desapego. Quando vejo que já tenho um livro há muitos anos e não tenho vontade de lê-lo, passo adiante ou troco pelo Skoob.

A brincadeira das tags consiste em indicar alguns amigos pra responderem também em seus blogs, mas gosto de deixar bem livre. Todos vocês estão convidados a responderem e deixarem os links aqui nos comentários (também vale pra quem já respondeu).

E vocês, têm muitas manias com suas leituras? Comente!


✭ ✭ ✭

Essential Tales and Poems – Edgar Allan Poe

13/06/2015
Categoria: Livros & Leituras | Tags:

Essential Tales and Poems - Edgar Allan Poe  | camilecarvalho.com | #camilecarvalho

Faz um tempo que venho querendo fotografar e mostrar a vocês um livro muito amor que comprei na Saraiva em abril do ano passado. Essential Tales and Poems é uma coletânea de contos, poemas e alguns ensaios do tão querido e famoso Edgar Allan Poe, conhecido principalmente por narrar sempre um ambiente sombrio e misterioso em suas escritas.

Allan Poe nasceu em 1809 em Boston, e tem como contos mais famosos O Corvo (The Raven), A Queda da Casa de Usher (The Fall of the House of Usher), Os Sinos (The Bells) entre tantos outros. Foi o precursor da ficção de detetives e até hoje seu estilo gótico de escrita influencia diversos escritores. Poe também mudou a direção da poesia americana insistindo que, mais do que simplesmente transmitir uma mensagem, a principal obrigação de um poema é a de criar beleza através de ritmo, rima e imagem visual.

Essential Tales and Poems - Edgar Allan Poe  | camilecarvalho.com | #camilecarvalho

Essential Tales and Poems - Edgar Allan Poe  | camilecarvalho.com | #camilecarvalhoEssential Tales and Poems - Edgar Allan Poe  | camilecarvalho.com | #camilecarvalho

Essential Tales and Poems - Edgar Allan Poe  | camilecarvalho.com | #camilecarvalho

O livro é em inglês e conta com uma explicação sobre sua vida, introdução e suas obras divididas entre 18 Contos do Macabro (Tales of Macabre), 4 Contos de Investigação (Tales of Detection), 4 Ensaios, 18 Poemas e a narrativa de Arthur Gordon Pym, sua única novela completa.

Essential Tales and Poems - Edgar Allan Poe  | camilecarvalho.com | #camilecarvalho

Essential Tales and Poems - Edgar Allan Poe  | camilecarvalho.com | #camilecarvalho

Essential Tales and Poems - Edgar Allan Poe  | camilecarvalho.com | #camilecarvalho

Essential Tales and Poems - Edgar Allan Poe  | camilecarvalho.com | #camilecarvalho

Essential Tales and Poems - Edgar Allan Poe  | camilecarvalho.com | #camilecarvalho

O livro vem com uma Jacket que quando retirada, mostra um livro simples, minimalista e com suas letras impressas em dourado sobre o vermelho, o que dá um toque mais chique para a edição.

Essential Tales and Poems - Edgar Allan Poe  | camilecarvalho.com | #camilecarvalho

Essential Tales and Poems - Edgar Allan Poe  | camilecarvalho.com | #camilecarvalho

Essential Tales and Poems - Edgar Allan Poe  | camilecarvalho.com | #camilecarvalho

O livro foi impresso  nos Estados Unidos e importado exclusivamente pela Saraiva com parceria com a Sterling Publishing. Quando o comprei, muitos outros livros clássicos da literatura em inglês estavam em promoção, com edições em torno de R$20. Foi uma ótima compra, principalmente pelo preço. A edição é bem feita e apesar de conter 545 páginas, é um livro leve que pode ser transportado com facilidade apesar de eu não recomendar por causa da jacket (capa externa) que é bem frágil.

E vocês, já compraram algum livro desta coleção trazida pela Saraiva? Já conheciam Allan Poe? Conte aqui nos comentários!


✭ ✭ ✭