Vida Simples

Desafio de Leitura Mindfulness

29/04/2016

Desafio de leitura Mindfulness | Camile Carvalho #camilecarvalho

Livrólatra, bookaholic, bibliófila. Três palavras que dizem muito sobre mim. Sim, eu sou apaixonada por livros e não meço meus impulsos quando encontro um novo livro que chama minha atenção. Já tentei aderir o minimalismo em relação aos meus livros, mas combinei comigo mesma que tenho uma certa licença em relação às minhas queridas edições em papel. No entanto, há algumas considerações a fazer sobre a forma como estou lidando com minhas leituras no momento.

Eu compro muitos livros, mas este não é o problema central. O que mais me causa ansiedade é tentar ler vários livros de uma só vez, o que culmina com uma ansiedade e estresse por não conseguir terminar nenhum deles no tempo em que eu desejava. Como estou nos estudos mais aprofundados de Yoga, ando pesquisando bastante sobre chakras e tantra, o que me faz ter uma nova pilha de livros a cada visita às livrarias.

Mas este não é o problema. A questão está na forma como estou lidando com minhas leituras. Em vez de me dedicar de forma plena em um deles, acabo fazendo leituras picotadas por intercalar livros, prejudicando uma compreensão mais aprofundada sobre cada um deles.

O que é Mindfulness?

Mindfulness é um termo muito utilizado na meditação, que significa atenção plena. Em vez de fazermos diversas tarefas ao mesmo tempo, tentamos focar nossa atenção em apenas uma atividade. Assim, se estamos lavando a louça, que mantenhamos a atenção apenas na louça. É também considerada uma forma de meditação ativa, que pode ser enquanto limpamos a casa, lemos um livro, estudamos ou praticamos alguma atividade física.

Desafio da Leitura Mindfulness

Foi pensando nisso – e no conceito de mindfulness – que decidi mudar a forma como estou fazendo minhas leituras. Vou me dedicar a uma leitura de cada vez, estudando, marcando, anotando, e fazendo uma resenha mais detalhada ao fim de cada livro, o que ajudará bastante nos meus estudos por eu me aprofundar melhor no assunto abordado e também a conhecer melhor o autor.

Minha vontade é de pisar no freio e ler com calma, com cuidado e atenção plena o que cair em minhas mãos. Chega de ler um capítulo aqui e já olhar para um outro livro que me chama atenção sobre a mesa. Quero conhecer cada obra, cada detalhe e as particularidades de cada autor.

O resultado? Pretendo compartilhar com vocês. Afinal, numa realidade com tantas distrações, eu realmente precisava tomar uma decisão dessa – na verdade um desafio – e me forçar a desacelerar em relação também às minhas leituras.

O desafio está lançado. Me permitirei ler apenas um livro de estudos por vez, mas abrirei uma excessão apenas ao Kindle, que me acompanha nos meios de transporte. Lá me permitirei ler algo leve, que não exija muito estudo, como alguns ebooks que tenho do Kindle Unlimited.

Primeiro passo

Pra conseguir cumprir com meu desafio mindfulness, guardarei todos os livros que ando lendo no momento e escolherei apenas um, para lê-lo até o fim, que será o Visão Tântrica da Vida, do Paulo Murilo Rosas. Vocês podem me acompanhar pelo Instagram o progresso do meu desafio Leitura Mindfulness. E quem quiser participar também, poste nas redes sociais com a hashtag #LeituraMindfulness para que eu possa acompanhar. Quem topa?

E você? Anda sufocado em meio à pilha de livros que está lendo no momento ou é organizado fazendo uma leitura de cada vez? Comente aqui e participe do desafio!

Para participar do desafio, compartilhe a foto do livro que está lendo no momento com a hashtag #LeituraMindfulness. Mas só vale se estiver lendo um de cada vez, hein!

Compartilhe!
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter
Tecnologia

Organizando favoritos e feeds

28/04/2016

Organizando favoritos e feeds | Camile Carvalho #camilecarvalho

Não me lembro quando foi a última vez que resolvi fazer uma limpeza no meu computador, além de passar um pano pra tirar a poeira dele. Fico feliz que parece que o “bichinho” do minimalismo está me atacando novamente, e quando penso em limpar tudo e reduzir, sempre gosto de organizar minha vida digital.

Não sei se vocês ainda usam os favoritos dos navegadores, mas eu gosto de ter meus sites preferidos guardados lá por questão de praticidade. Configurei meu Chrome para mostrar a barra de favoritos toda vez que abro uma nova aba, e assim fica mais fácil chegar a algum site que quero acessar mas que não lembro direito o caminho. Claro que alguns são tão automáticos que acabamos digitando na barra de endereços, mas outros, que precisam de um caminho mais longo, é melhor mantê-los nas pastas de favoritos.

Criando pastas

Fazia tempo que eu não fazia uma limpeza por lá, e hoje reservei um tempo pra minimalizar os sites que guardei e que não preciso mais. A melhor forma de começar a organizar, é criar pastas de acordo com os links. Aqui tenho as seguintes:

# Blogs

– Brasileiros

– Internacionais

– Minimalistas

# Mídias Sociais

# Empreendedorismo

# Estudos

– Jornalismo

# Espiritualidade

# Yoga

Fiz essa divisão de acordo com o que eu gosto de ler e pesquisar na internet, mas cada um de vocês deve procurar a organização que mais se adapta.

Claro que minha pasta com mais links é a # Blogs, por eu guardar ali blogs que descubro navegando pela net, mas que não sigo no Bloglovin nem no Feedly. Aliás, depois vou mostrar a vocês como estou me organizando com os dois serviços de feed. Sempre usei muito o Bloglovin mas depois que testei o Feedly, foi amor à primeira vista. Dividi alguns tipos de blogs entre eles e estou ainda decidindo com qual ficarei usando definitivamente.

Tempo

Reservar um tempo pra organização é necessário. No caso, testei link por link, principalmente na pasta de blogs, e descobri que muitos dos quais eu mantinha o link, já não existem mais ou mudaram de endereço. No caso, deletei o antigo e adicionei o novo, e se percebo que não me agrada mais seguí-lo, desapeguei.

Revisar

O mais legal de fazer essa organização é que podemos ver como alguns blogs mudaram o foco, como eu mudei de interesses ao longo do tempo e como também muitos blogueiros mudaram para melhor. Alguns ganharam um follow no meu Bloglovin, e acabei descobrindo que tem muitos blogs bacanas pela web, e que nem sabemos!

Sites

Às vezes precisamos de um determinado site para uma matéria da faculdade, para um curso ou durante alguma pesquisa que estamos fazendo, mas depois que acabamos, nem precisamos mais. Esses sites também foram descartados, assim como links quebrados e outros que nem me lembro por qual motivo guardei.

Conclusão

Agora olho para meus favoritos e consigo respirar melhor. Clean, apenas com poucos links que realmente são importantes, e na pasta de blogs, poucos e bons que pretendo visitar de vez em quando. Os que pretendo seguir constantemente já estão no Bloglovin. E em relação aos que estou seguindo por lá, aí fica para uma próxima organização e um novo post. Aguardem!

E vocês, ainda usam os favoritos? E fazem revisão com frequência? Comente!

Compartilhe!
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter
Reflexões

A corrente do bem – como vocês me ajudaram?

27/04/2016

camile-maos-gratidao

Dia 18 de abril completei 32 voltas em torno do sol. É verdade, não falei muito sobre o assunto por aqui, apenas sobre inferno astrale isso significa que foi antes do meu aniversário. Porém, algumas coisas estavam acontecendo por aqui que não me motivaram a escrever no blog. Coisas boas, outras nem tanto, mas como sempre falo por aqui, sempre devemos manter nossa mente elevada, ver o lado positivo dos fatos e buscar o autoconhecimento.

Na semana do meu aniversário, meu avô passou por uma cirurgia bem delicada na coluna. Somos uma família grande, e nossa mente ficou bastante focada em sua recuperação, atenção e cuidados que ele necessita no momento. Tudo ocorreu bem, mas o pós-operatório precisa mesmo um cuidado todo especial. Em vez de manter na mente o medo de que algo desse errado, mudei meu mindset e foquei que tudo já estava dando certo.

E então veio o dia do meu aniversário. Como eu estava com a atenção voltada ao meu avô, não quis programar nada muito trabalhoso. Saí com meus pais no dia, jantamos fora, ganhei algumas roupas e foi bom demais. Tudo bem simples, porém com ótimas energias. Mas a surpresa veio quando cheguei em casa e abri minha página do Facebook…

Recebi mais de 60 mensagens de amigos e conhecidos no Facebook. Isso sem contar com as mensagens carinhosas no Instagram e no Twitter. Muitas delas, de leitores do blog e pessoas que me conheceram pelas redes sociais e se identificaram com meu jeito de ser e o que compartilho. Naquele momento, tive a certeza de que a internet pode ser boa sim. Tudo depende de como a utilizamos.

Muitos me desejaram um ótimo ciclo novo, e que eu continue me doando a espalhar coisas boas por aí. Vejam bem, as pessoas ao meu redor me conhecem por isso, por ser uma pessoa que de certa forma ajuda aos outros, mesmo que eu mesma não me perceba assim. Pra falar a verdade, sempre achei que faço pouco, que poderia fazer muito mais pelas pessoas e pelo planeta.

Voltei a meditar, e alguns insights vieram em minha mente. Eu posso direcionar essa energia que me dedico nas redes sociais e blogs em algo mais reto, canalizado, para ajudar ainda mais. Muitas vezes o ego me faz olhar apenas para meu próprio umbigo, o que não é errado, mas sinto que às vezes olhar demais para mim me faz perder um pouco o foco do que me propus a fazer. E agora, com tudo mais claro em minha mente, é hora de remodelar alguns aspectos da minha vida e conduzir essa energia para fazer mais ações com propósito e amor. ❤

Escrevi todo este texto para agradecer a todos vocês que me desejaram um ótimo ano novo na minha vida, e também àqueles que me acompanham sempre por aqui. A partir de agora tenho minha mente mais clara sobre minha missão pessoal, e tenham a certeza de que escrever e ajudar faz parte dela.

E se você quer mudar o mundo mas não sabe por onde, comece pelo que você sabe fazer de melhor. Afinal, como dizia Confúcio, “Fazendo o que está ao nosso alcance, beneficiamos a todos. Tentando apenas ter ideias para salvar o mundo, não ajudamos nem a nós mesmos.”

Obrigada por estarem sempre presentes, me acompanhando (mesmo com tantas mudanças).

Obrigada por serem quem são.

Obrigada por co-criarem o meu caminho.

Compartilhe!
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter
Páginas12345... 90»