Beleza Natural

Vamos falar sobre automedicação?

18/04/2015

medicina-natural

Hoje tive vontade de vir aqui escrever sobre algo que aconteceu enquanto eu esperava pelo início de uma das minhas aulas. O cenário é o seguinte: duas estudantes conversando sobre doenças como gripe, resfriado e mal-estar. Uma delas, provavelmente gripada, contava à amiga sobre mais um medicamento que havia descoberto pesquisando nas prateleiras da farmácia e como ele havia funcionado bem. Já não sentia as dores no corpo e os sintomas da gripe pareciam diminuir.

Após a troca de indicações sobre medicamentos e o debate sobre o aumento do preço de um que estavam acostumadas a tomar, o assunto prosseguiu, mas não continuei escutando pois mudei de lugar, abri meu caderninho de anotações e comecei a rascunhar algumas ideias sobre o assunto.

Ouvindo este papo entre as amigas somado a uma aula-debate sobre indústria farmacêutica, me ficou bem claro como temos uma deficiência enorme na educação sobre nossa saúde. A impressão que tenho é que estamos tão acostumados com a automedicação, que somado ao medo de adoecermos acabamos ingerindo remédios de modo arbitrário – e muitas vezes de forma errada – ao primeiro sinal de uma doença. Mas será que ficaríamos tão doentes caso deixássemos nosso próprio organismo reagir de forma natural?

Faz mais ou menos dois anos que parei de tomar medicamentos a cada sinal de um resfriado ou dor de cabeça. Eu tinha o péssimo hábito de andar com um Paracetamol na mochila, para o caso de surgir uma dor de cabeça inesperada ou uma cólica indesejada, e adivinhem, eu constantemente tinha tais sintomas. Quando decidi deixar meu corpo cuidar dessas pequenas “complicações”, inesperadamente passei a ter menos dores de cabeça, menos cólicas e menos gripes.

Quando estamos saudáveis, nosso sistema imunológico tem o preparo suficiente para combater aos antígenos, ou seja, o que nos causam doenças. A febre, por exemplo, é uma consequência da ação dos nossos anticorpos lutando contra o que nos faz mal, e o que ocorre quando nossa temperatura aumenta? Tomamos um medicamento para reduzí-la. A verdade é que não deixamos nosso próprio sistema de defesa cuidar dos desequilíbrios e acabamos ingerindo medicamentos, ou seja, substâncias químicas, que podem acabar com determinado sintoma indesejado mas causar tantos outros.

beba-mais-agua

A doença não se instala em um organismo equilibrado, saudável. E qual a melhor forma de combatê-la? Tentar reestabelecer o equilíbrio de forma mais natural e menos agressiva. Claro, há casos mais graves e agudos em que se faz necessário o uso de medicamentos, não devemos descartar a completamente a medicina alopática, mas buscar um caminho do meio, um equilíbrio, pode nos fazer ter menos doenças.

Nestes dois anos em que parei de tomar remédios para cada sinal de gripe que surgia, devo ter feito uso de medicamento umas duas ou três vezes. Uma delas, lembro-me bem, foi quando tive uma crise de cistite. Era uma situação aguda em que eu precisava urgentemente de um antibiótico para evitar uma infecção maior. E a outra vez, quando tive uma inflamação muscular em que precisei fazer uso de um antiinflamatório potente.  Quanto às dores de cabeça, cólicas, dores de garganta e gripe? Faço uso de óleos essenciais (aromaterapia), compressas de água quente, chás e mudanças na alimentação. E claro, sem esquecer de beber muita água.

Um organismo saudável conseguirá combater a maioria dos problemas pequenos. Retirar o paracetamol da bolsa e deixar que meu corpo cure a si mesmo foi uma das melhores decisões que fiz até hoje, afinal, temos todo um sistema de proteção e combate às doenças. O que precisamos compreender é que uma gripe ou dor de cabeça pode ser um transtorno, mas não precisamos encará-la como um grande inimigo.

É chato? É desconfortável? Sim! Mas temos condições de nos recuperarmos rapidamente se dermos condições ao nosso corpo de fazê-lo.

Vamos cuidar melhor de nossa alimentação em vez de nos entupirmos de remédios? Nosso corpo e mente agradecem.

Compartilhe o artigo:Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on Tumblr0

1 comentário leave one →

  1. Fernanda Luz

    Ameiiiii !!Estou tentando levar uma vida mais saudável e estou procurando combater esses probleminhas que as vezes surgem com cuidados que fogem da farmácia. Ótimo post!

    Responder

Gostou do que escrevi? Deixe um comentário! :)