Video: Minha transição capilar #1 – A decisão

09/02/2016

É oficial. Me dei conta de que estava fazendo a transição capilar quando desejei loucamente cortar o cabelo pra remover toda parte com química. Até então eu estava me sentindo confusa, não sabia se realmente queria deixar meu cabelo cacheado no natural ou se estava apenas dando um tempo na química pra tentar recuperar os fios até o próximo alisamento.

Após conhecer tantos blogs, ler vários comentários em grupos de cacheadas e assistir vários vídeos do youtube, criei coragem pra assumir de volta meus cachos e resolvi registrar em vídeo meu processo. Minha vontade é deixar o cabelo crescer bastante e cacheado enquanto vou cuidando para que fique saudável, mas com a quantidade de química excessiva que tinha nos fios, fica muito difícil de formar os cachos novamente.

Quando estamos em transição capilar, de largar a química pra deixar os cabelos naturais, temos duas opções. Ou deixamos o cabelo crescer normalmente e aparamos as pontas até que consigamos eliminar toda parte com química ou fazemos um grande corte para eliminar de uma só vez boa parte do comprimento danificado.

No vídeo explico melhor sobre como lidei com meu cabelo durante minha adolescência, por que comecei a fazer química e por que decidi parar. Se você também está num impasse em relação à transição (ou precisa de uma forcinha para assumir os cachos naturais) assista o vídeo e deixe seu comentário. Vou ficar muito feliz em saber sua história!

Compartilhe o artigo:Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on Tumblr

4 comentários leave one →

  1. Gláucia Pinheiro

    Olá Camile!
    Também estou nessa fase de transição capilar iniciada por uma questão de saúde em agosto/2015. Desde os 18 anos tenho cabelos brancos, é de família. E agora 20 anos de tintura começaram as alergias, afinar os fios e quedas, estava ficando careca! Parei com as químicas e fiz um corte pixel. Tem que ter atitude e se assumir, recebi varias críticas até que deixaria de cuidar de mim, pelo contrário estou gostando tanto que estou muito mais vaidosa! Meus pais agora estão mais conformados…mas a pessoa que mais importa em tudo isso somos nos que tomamos uma decisão dessa respeitando nossas escolhas e princípios.
    Boa transição para nós!
    Abraços!

    Responder
  2. Jess

    não é fácil. eu não tenho nenhum tipo de química estrutural no meu cabelo há anos, mas estou em transição de químicas de tingimento e tem sido um processo de muita ansiedade. mal vejo a hora de tudo sair.

    seu cabelo é muito parecido com o meu. me identifiquei com tudo. tbm sempre usei produtos de cabelo liso, porque achava mais fácil de cuidar. Cacho dá trabalho… fitagem, cremes, secar com tecido diferente. é um pouco cansativo. mas tbm quando aprendemos a cuidar, nosso cabelo pode ficar sensacional, e fazer a gente ter orgulho dele todo dia.

    espero de coração que dê tudo certo nessa etapa. e acredito que quando você menos esperar, terá um cabelão super cacheado lindo <3

    Responder
  3. Eu li o post do óleo de ricino e de coco e resolvi voltar aqui e acompanhar desde o início. Eu já fiz essa transação capilar umas duas vezes, uma por química, outra por uso excessivo do secador/chapinha. Em ambas as stuações não aguentei esperar, cortei tudo! Não tenho muita paciência não, embora detestar cabelo muito curto em mim. Hoje eu ainda faço luzes às vezes (faz tempo que não faço), mas sigo à risca o tal do cronograma capilar que ficou famoso há um tempo atrás. Meu cabelo nem sente a química e nunca esteve tão saudável.

    Boa sorte na sua transição.

    Responder
  4. Patrícia

    Olá! Também estou iniciando a transição e percebi que há uma grande mudança que deve partir de dentro de nós: passar a admirar de VERDADE o cabelo cacheado e a atitude que ele traz. Eu senti no seu vídeo, na sua entonação, um ar triste e uma admiração gigantesca (ainda) pelo cabelo liso. Soou um pouco como se voltar ao cacho fosse uma purificação através do sofrimento. E é muito louco pq seu cabelo parece bem bonito cacheado e só precisa de um corte em camadas para tirar o peso das pontas. O cacheado dá atitude à mulher, acho que é sexy e feminino, dá um ar de pessoa com olhar crítico do mundo e atitude inovadora. Pense no seu cabelo sendo ele mesmo e estando tratado de verdade. As progressivas fritam os fios e deixam as pessoas com um ar uniforme, sem personalidade. Vemos até pessoas com tipos fisicos que nada combinam com liso, com aquele mesmo cabelo lambido e de pontas sem vida. Ame seu cachos e cada centímetro que vem com eles!

    Responder

Gostou do que escrevi? Deixe um comentário! :)