Artigos sobre » Resenha
Inspiração, Livros

Livro: Sua melhor versão – Flavia Melissa

15/05/2017

Como contei a vocês no último post, passei um período muito dedicada ao meu trabalho e isso significou muitas leituras no ramo do yoga. Enquanto fazia meus estudos mais específicos, deixei de lado outros tipos de leituras como desenvolvimento pessoal, biografias e ficção. Mas foi na viagem do fim de semana que me vi sem internet em casa e resolvi relaxar um pouco lendo o livro da Flavia Melissa, a quem admiro demais e acompanho desde o comecinho de sua carreira como produtora de conteúdo digital.

Quem é Flavia Melissa?

Apresentando Flavia a quem não conhece, ela é uma psicóloga que atendia seus pacientes em seu consultório particular até que começou a gravar vídeos no youtube. Porém, seus vídeos eram privados e os links eram compartilhados apenas aos seus pacientes, até que, a pedidos deles, começaram a ser divulgados a amigos. Foi quando decidiu deixá-los abertos ao público que seu canal, antes frequentado apenas por pacientes e pessoas próximas, começou a ganhar visibilidade.

Com vídeos simples, sem edições e apenas no esquema “liga a câmera e fala“, Flavia Melissa ganhou o carinho de muitos que se identificavam com os temas abordados e seu jeito simples e reflexivo de ver a vida. Conversando com o público sobre autoconhecimento, espiritualidade, programação neurolinguística e tantos outros saberes, aos poucos fez uma transição de carreira e hoje trabalha com o Portal Despertar, plataforma online de autoconhecimento e desenvolvimento pessoal.

O livro

Seu primeiro livro, Sua Melhor Versão, publicada no início deste ano (2017) conta sua trajetória de transformação pessoal. Quem a conhece agora, pensa que Flavia sempre foi uma pessoa equilibrada, centrada em seu propósito de vida e feliz, o que não é verdade. A autora precisou passar por um período de cura dolorosa para que pudesse enfrentar seus próprios fantasmas, abraçar e aceitar seu lado mais sombrio para extrair, de suas experiências pessoais, aprendizados que compartilha em suas redes sociais e em seu livro.

Com 237 páginas, o livro nos apresenta um caminho de transformação e nos faz refletir sobre nossa própria vida intercalando trechos de seu diário pessoal com suas próprias reflexões sobre os momentos mais difíceis que passou, trazendo à luz insights e pensamentos que nos fazem perceber que nós somos os criadores da nossa própria realidade.

Todos os dias temos a oportunidade de olhar para dentro. E não olhamos. Nos distraímos demais com os outros. Nos perdemos demais no que pensam a nosso respeito as outras pessoas. E não entendemos: os outros não existem neste Universo holográfico em que sonhamos e projetamos nossos medos e nossas ambições. Nossa sociedade é um antro de vitimização em que o mérito nunca é nosso, e a culpa é sempre do outro. E não percebemos que, assim, amarramos em nossos pés uma bola de ferro cuja chave nunca estará em nosso poder.” – pág. 101

E você, já conhece a Flavia Melissa? Já leu seu livro? O que achou? Compartilhe sua experiência nos comentários!

Compartilhe o artigo:Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on Tumblr
Livros

Tá todo mundo mal – Jout Jout

29/06/2016

Tá todo mundo mal - Jout Jout (resenha) | Camile Carvalho Blog

Aproveitei o clima de desconexão das redes sociais pra fuçar pelo meu Kindle algum livro leve pra ler. Não queria uma leitura pesada, mais técnica, com as quais estava acostumada – meu intuito era apenas me descontrair e rir um pouco. Não poderia ter feito escolha melhor: Tá todo mundo mal, da Jout Jout.

Para quem ainda não conhece, Jout Jout (Julia Tolezano) é uma youtuber e tem seu canal JoutJout, Prazer. Com vídeos curtos porém cheios de conteúdos, a niteroiense compartilha de tudo um pouco: pensamentos, insights e claro, opiniões próprias sobre temas polêmicos. Confesso que não acompanho TANTO seu canal no youtube, mas os vídeos que já assisti me fizeram dar boas risadas ou refletir por horas sobre algum tema do qual não dava muita importância.

Em seu livro Tá todo mundo mal, Jout Jout fala num tom de crônicas sobre diversas crises que já passou, desde crises infantis quando era criança até os dias de hoje. Nota-se que aos poucos, Julia vai desconstruindo vários temas que lhes causavam problemas de autoestima e insegurança, típico de muitos adolescentes. Hoje, com 25 anos, ganhou voz, confiança e melhorou muito sua autoestima. O boom de seu canal no youtube foi quando publicou um vídeo Não tire o batom vermelho, no qual conversa com seus seguidores sobre relacionamentos abusivos.

video blog camile carvalho

Juro que quando vi mais um livro publicado por um youtuber, não me animei tanto a ler. Sim, eu sei, puro preconceito literário, o que me fez passar por mais uma desconstrução – além das várias que passei durante a leitura do livro e não me arrependo de tê-lo lido. Gostei e recomendo a todos que têm problemas de autoestima, principalmente adolescentes que passam por fases de inseguranças e vergonhas.

“Eu estava num lugar ótimo, com uma companhia ótima, vivendo coisas ótimas e um pequenino acontecimento, a respeito do qual eu  não podia fazer absolutamente nada naquele momento, me fez quase não aproveitar todo esse paraíso.” – posição 602

O livro é dividido em 46 crônicas, todas elas relacionadas a alguma crise. É uma leitura leve e divertida, mas não desimportante. Jout Jout consegue trazer seu tom dos vídeos para a escrita e conta, além de momentos de dificuldade e superação, um pouco também sobre como começou a ganhar força na internet, desmistificando também o glamour associado a youtubers e blogueiros.

Quem já leu Tá todo mundo mal? Gostaram?

Compartilhe o artigo:Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on Tumblr
Livros, Yoga

Resenha: Visão Tântrica da Vida

30/04/2016

Resenha: Visão Tântrica da Vida - Paulo Murilo Rosas | Camile Carvalho #camilecarvalho

Começando o desafio da #LeituraMindfulness, que consiste em ler um livro de cada vez e com atenção plena, peguei para terminar a leitura o Visão Tântrica da Vida, do Paulo Murilo Rosas.

O autor

Paulo Murilo Rosas é um professor de Tantra Yoga no Rio de Janeiro muito conhecido aqui no Brasil por transmitir os conhecimentos do Dakshina Tantra, um sistema tradicional de Yoga indiano que é a base do conhecimento dos chakras e energias que circulam em nosso corpo. O livro é uma reunião de vários artigos escritos pelo autor ao longo dos anos baseados em suas pesquisas e estudos dos Tantra Shastras (escrituras tântricas).

Resenha: Visão Tântrica da Vida - Paulo Murilo Rosas | Camile Carvalho #camilecarvalho

O Tantra

Primeiro, é importante esclarecer que quando falamos em Tantra, não estamos relacionando à sexualidade, como muito difundido aqui no ocidente de forma errônea e deturpada. Em relação ao Tantra, há duas escolas: a Dakshina Tantra e a Vama Tantra.

A escola Dakshina trabalha basicamente com o desbloqueio energético e reequilíbrio dos nossos chakras a fim de nós, sozinhos, alcançarmos um estado de plenitude, de comunhão (estado de yoga). A outra escola se chama Vama, que aí sim, utiliza-se da união sexual como um ritual para que tal completude seja realizada, sempre através da união com o outro.

A escola da qual o autor pertence é a Dakshina, que nos ensina como podemos, através de práticas de yoga, respiração, meditação e forma de viver, reequilibrar os nossos chakras, obtermos o autoconhecimento e alcançarmos o estado final de contentamento pleno através do “olhar para dentro”, do autoconhecimento.

“Os métodos Tântricos enfatizam o equilíbrio da personalidade através da correta energização dos Chakras, pois somente o indivíduo equilibrado pode vivenciar a Unidade na Diversidade. Como num jardim, o trabalho inicial e mais difícil é a preparação do solo no qual a pequena semente deverá germinar e se transformar em árvore. Um solo fértil dará bons frutos, assim como uma mente equilibrada pode compreender o conhecimento contido nos vedas.” – pág. 71

O livro

O livro Visão Tântrica da Vida é de fácil leitura e entendimento, e por isso eu indicaria àqueles que querem conhecer um pouco mais sobre Yoga e Chakras, mas não sabem por qual livro começar. Os capítulos – como são artigos – são curtos e acompanhados de “Gotas de Sabedoria“, citações relacionadas ao tema a ser abordado em cada capítulo, o que já nos leva a uma reflexão antes de ler o texto do autor.

Paulo Murilo Rosas nos dá uma visão geral, porém não superficial sobre como os nossos chakras estão relacionados aos níveis de nossa própria consciência, nos dando a possibilidade de refletirmos sobre nossas vidas, sobre que momento estamos passando, quais dificuldades e identificar até, de forma superficial, quais dos nossos chakras necessitam de maior atenção. Eu mesma tive alguns insights durante a leitura sobre alguns aspectos da minha vida no momento, e pude compreender melhor emoções e sentimentos que me rodeiam ultimamente identificando melhor o funcionamento dos meus chakras.

livro-tantra-04

O que são chakras?

Antes de falar livremente sobre chakras, é importante esclarecer o que de fato eles são. Chakras são centros energéticos (ao todo temos 7 principais) que são representados por um círculo, mas que na verdade essa representação é apenas uma forma didática, já que eles atuam como um vórtice de energia abrangendo determinadas regiões do nosso corpo.

Um exemplo, é o primeiro chakra, ou Muladhara, que é representado como tendo seu ponto na região do períneo, mas que na verdade ele abrange toda a região das pernas e quadril. Ele é responsável pela nossa segurança, nossa base. É representado pela Terra, o que significa nossas raízes, projetos realizáveis, materialização.

Já o sétimo chakra, Sahasrara, localizado no topo da cabeça, é o chakra mais sutil, a energia menos densa, na qual está relacionada à espiritualidade, realização e contentamento. É a libertação, ou em sânscrito, moksa, na qual o homem já não se identifica mais com a matéria e está num estado búdico, iluminado.

livro-tantra-03

A edição

Se há algo pelo que eu não daria 5 estrelas ao livro, é apenas em relação à edição. Percebe-se que a editora não teve tanto cuidado com a edição, apesar do conteúdo ser muito bom. A fonte é confortável, a organização dos capítulos é boa, mas no meu exemplar umas páginas vieram trocadas e outras com a impressão um pouco borradas, mas nada que impedisse a compreensão do texto. Pode ter sido um caso pontual.

Público-alvo e recomendações

Eu indicaria sem medo aos estudantes e curiosos sobre o assunto, já que o tema é abordado em linguagem bem fácil, o que é um desafio para um estudo originário do sânscrito. Falo isso porque algumas palavras desta língua não possuem tradução, tendo seu sentido muito deturpado quanto tentamos fazê-la, o que dificulta o estudo da filosofia iogue para os iniciantes.

Paulo Murilo Rosas conseguiu trazer tais termos e explicá-los de forma simples, sem prejudicar o sentido. Também indico a praticantes de yoga que queiram começar a entender o que yoga realmente é. Muitos alunos começam uma prática de yoga apenas pelo físico, mas depois que começam a perceber algumas mudanças sutis, querem entender melhor os processos energéticos que ocorrem no corpo. E este é um livro que seguramente indicaria.

livro-tantra-00

E você, já leu este livro ou algum outro parecido? Deixe sua recomendação e opinião aqui nos comentários!

Compartilhe o artigo:Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on Tumblr