Artigos sobre » Desapego 2013

Em quantos sites estamos cadastrados?

05/02/2013

Após receber uma pergunta no meu Ask sobre a quantidade de redes sociais e cadastros aos quais estamos submetidos, resolvi refletir sobre o assunto.

Por que você tem blog, Facebook, Twitter e etc.? Você não acha que isso toma, inutilmente, um precioso tempo em nossas vidas? Às vezes faço-me esta mesma pergunta. Confesso que já pensei até em me “suicidar” virtualmente, isto é: deletar TODAS as minhas contas. Afinal, o mundo é real, e não virtual. ~ Anônimo

Escrevi em uma folha de papel todos os sites/redes sociais que me recordava de ter inscrito. Para minha surpresa, consegui encher uma folha inteira de papel A4 enquanto checava a minha pasta de Spam do email para ver o quanto lixo, de tais sites, eu recebia diariamente.

Será que precisamos mesmo participar de tantas redes sociais, marcar tão fortemente a nossa presença online? E para quem trabalha com comunicação, como por exemplo, jornalistas? Será possível, atualmente, mostrar seu trabalho, criar uma imagem e trabalhar com comunicação e mídia de forma equilibrada, sem precisar se submeter à loucura avassaladora do “estar online” de forma onipresente? Como alcançar esse equilíbrio?

É uma reflexão que venho fazendo há algumas semanas. Já que eu estou me preparando para me tornar uma jornalista, gosto de escrever e mostrar ao público minhas ideias e reflexões, mas também tenho medo de me deixar levar pela forte correnteza do efêmero e da vida 100% conectada, que nos deixa ansiosos e com a sensação de estar perdendo alguma novidade muito importante, caso estejamos desconectados.

Qual será o equilíbrio? São muitos questionamentos que levanto, mas que não tenho uma resposta imediata. Apenas através de muita reflexão acerca desse novo modo de vida, é que poderemos encontrar um ponto de equilíbrio entre a nossa vida real e a digital. Enquanto isso, acho que o ideal é conhecer um pouco de tudo e ser maleável. Nem nadar contra a correnteza de forma rígida nem se deixar levar sem consciência do que estamos fazendo.

Quantos emails você tem? Quantos cadastros você fez desde que conheceu a internet? Será que é um modo de vida seguro? Vamos tentar excluir algumas contas as quais não usamos com tanta frequência? Vamos reduzir um pouco também esse “lixo eletrônico” que geramos ao se empolgar e cadastrar em um novo serviço, mas que abandonamos após algumas semanas de uso? O que acham dessa loucura na qual estamos vivendo atualmente?

Para você, a vida online facilita ou atrapalha?

Compartilhe o artigo:Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on Tumblr