Minimalismo

A sustentabilidade além do minimalismo

18/05/2016

A sustentabilidade além do minimalismo | Camile Carvalho | #camilecarvalho | Vida Minimalista

Quem me acompanha pelo snapchat (camileveg) provavelmente acompanhou essa última organização que fiz nos meus cosméticos, mas como por lá falei só um pouco do que gostaria, aqui explicarei de forma mais completa.

Na época do meu blog Vida Minimalista, atraí muitos leitores que também estavam em busca de uma vida mais simples. Contei num post-desabafo sobre o porquê de não me identificar mais com o minimalismo, mas estou descobrindo que na verdade ainda me sinto identificada com os princípios, mas não com o rótulo. E já explicarei…

O minimalismo

Quando falamos de minimalismo, muitos priorizam a quantidade de objetos, não a qualidade. Sempre reforcei a ideia de que qualidade tem que vir antes da quantidade, ou seja, saber fazer boas escolhas na hora da compra é fundamental. Mas o problema é que para mim, o termo minimalismo ainda está muito associado à quantidade, reduzindo a palavra a “mínimo” e não à qualidade do que vamos comprar.

Me considerar uma pessoa minimalista já não está mais nos meus planos. Se antes cresci aqui na internet com um blog de nicho minimalista, hoje já me vejo como um ser integrado à natureza, ao planeta, em que números já não fazem mais tanto sentido, mas sim a forma como consumo. Foi um período muito importante pra mim fazer um declutter geral na minha vida e chegar ao ponto mínimo, mas foi a partir desse ponto que ocorreu a grande virada: as escolhas conscientes.

Mas como a vida tem seus altos e baixos, com o tempo, ter menos passou a não ser mais prioridade na minha vida e acabei acumulando. Claro que não como antes, mas pra mim o que tenho aqui já é motivo de me deixar sufocada. Encontrei-me em meio a tantos produtos cosméticos, que resolvi e resolvi dar um basta e fazer mais uma mudança em minha forma como lido com o consumo. Quantidade pra mim continuará não sendo mais a prioridade em minha vida, mas agora colocarei em prática o que mais prezo: a qualidade, a consciência e a responsabilidade.

Cruelty-free, orgânicos e veganos

Vocês já sabem que eu dou preferência a produtos cruelty-free, ou seja, que não realizam testes em animais. Porém, quero dar um passo adiante e também escolher produtos mais conscientes, orgânicos e de preferência veganos. Sei que é muito difícil em meio à nossa indústria exploratória, mas pesquisando é possível fazer boas escolhas.

Meu blog Vida Minimalista falava sobre minha trajetória em busca do minimalismo, mas refletindo durante a arrumação, pude perceber que nem sempre o minimalismo está associado a consumo consciente. E agora, mais do que nunca, tornou-se uma prioridade em minhas escolhas conhecer novos produtos que não façam mal ao meu corpo, ao meio ambiente e principalmente aos animais.

Acho que o que está acontecendo é um mergulho mais profundo de autoconhecimento e de co-responsabilidade, que caminha lado a lado com meus princípios de vida. Sei que pra alguns é mais fácil fazer mudanças bruscas de um dia pro outro, mas pra outras pessoas o processo é lento. Acredito que por mais que seja lento, o importante é sempre nos mantermos caminhando em frente.

O primeiro passo que quero dar nesse aprofundamento à simplicidade é me dedicar 100% a produtos cruelty-free e de preferência orgânicos e veganos. Isso inclui produtos de higiene pessoal, cosméticos, maquiagens e tudo o que estiver dentro do meu alcance.

produtos-beleza-veg

A arrumação

No momento estou fazendo uma super arrumação nos meus cosméticos, produtos de beleza, limpeza pessoal e maquiagens. O primeiro passo é fazer um levantamento do que tenho, do que posso passar adiante e do que já passou da validade. Por fim, tendo uma visão mais geral de tudo que tenho, vou selecionar os melhores produtos que tenho e que sigam os princípios sustentáveis – ou aqueles que mais se aproximam, afinal, é difícil escolher algo 100% eco-friendly – e anotar, para uma posterior reposição quando acabar.

Outros produtos, que não seguem tais princípios, quando seu conteúdo acabar, pretendo buscar alternativas mais sustentáveis. Acredito que nesse ponto irei fazer vários testes de produtos, errando e acertando, até encontrar bons e que valham à pena. Claro que minha ideia é registrar aqui no blog também minhas descobertas.

Sei que há um longo caminho pela frente, mas se ficarmos parados em frente à montanha enorme, jamais a escalaremos. O importante, no momento, é dar o primeiro passo, depois o segundo, depois o terceiro…

E assim vou colocando em prioridade o bem-estar animal, a sustentabilidade e fazendo escolhas mais conscientes a cada dia. Quem vem comigo? Aguarde o próximo post com mais detalhes sobre essa arrumação.

Compartilhe o artigo:Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on Tumblr

comentários via facebook

7 comentários leave one →

  1. Fernanda

    Olá Camile, já te acompanho algum tempo mas nunca comentei. Gosto muito do seu blog, tanto antes como depois das mudanças. Seus posts são inspiradores! Vou ficar atenta a estes produtos.

    Responder
    • Oi Fernanda!

      Fico muito feliz em saber que você me acompanha e gosta do que escrevo! Quando os leitores comentam só me dá mais vontade ainda de continuar escrevendo. Obrigada pelo carinho! <3

      Responder
  2. Beatriz

    Oba, fico no aguardo 🙂

    Responder
  3. Camile, excelente post. Eu digo que busco uma vida simples, com o essencial! Realmente o minimalismo acaba nos remetendo a quantidade, mas não me atenho a isso! Estive pensando que eu realmente tenho pouca coisa aqui, visto que meu armário pra todas as estações deve ter umas 70 peças… Continuo me desfazendo de coisas que não AMO, pois quero ter comigo só o que amo mesmo! 🙂

    Depois que me tornei vegana estou nessa de buscar produtos veganos tambem! Iniciei o low poo e reduzi o uso de condicionador, então, só to usando um shampoo em barra. Creme eu ainda tenho uns da natura, entao vou usar, mas quero muito aprender a fazer os meus proprios cosméticos, experimentar aromas… Personalizar… Enfim, Sigamos trilhando nosso caminho, adaptando a essencia à nossa realidade particular.

    Beijos!

    Responder
    • Oi Bruna!

      É exatamente assim que penso.. a cada dia vou mudando um pouquinho, mas às vezes sinto a necessidade de fazer uma grande mudança. E assim vamos nos transformando, aprendendo e caminhando em frente pra fazer nossa parte em relação ao nosso planeta.

      Minha prima uma vez me contou que uma professora dela viajou pra uma reserva em que não poderia levar cosmético nenhum. Pra tomar banho e lavar os cabelos, só poderia usar sabão de côco. Contou que nos primeiros dias o cabelo ficou um horror, completamente ressecado, mas com o passar dos dias começou a ficar lindo, brilhoso e hidratado só com o sabão de côco! Sempre tive a vontade de fazer essa experiência, mas ainda não tive coragem/tempo e outras desculpas haha. Mas acredito que tenha que ser um bom sabão, orgânico e de qualidade. Lembrei dessa história com seu comentário sobre reduzir condicionador. 🙂

      Beijos!

      Responder

Links por aí...

  1. Links interessantes da semana #20 | 20.05.16

Gostou do que escrevi? Deixe um comentário! :)