Meu Diário

Haverá sempre um recomeço

05/03/2015

ponte-rio-niteroi-2

Às vezes isso acontece comigo. Desejo imensamente um recomeço, um restart na minha vida e ultimamente tenho notado essa sensação com mais frequência. Não sei se é bom ou ruim, mas desprender-me das minhas certezas e buscar novos caminhos, novos espaços, tem me feito renovar as energias para seguir em frente. E isso tem acontecido quando penso que enfim encontrei um porto seguro.

Como um vendaval que destelha casas, me sinto impelida a entrar novamente em movimento. É como um impulso que me move adiante deixando pra trás – ou renovando – o que me era concreto. E assim vou vivendo, criando experiências e bifurcações em minha estrada, sem jamais me afastar da minha essência.

O Camilando foi o meu primeiro blog sério. Digo sério porque antes dele eu apenas escrevia diários despretensiosamente em outras plataformas que não vingaram. Depois dele cresci, amadureci demais junto ao Vida Minimalista, que prefiro dizer que suspirou um até logo, jamais um adeus. Concentrei todas as minhas forças, energia e posts no Camile Carvalho, que ficou um tanto inflado com a diversidade de assuntos, desde mais profissionais até coletâneas do Instagram, que se perdiam em meio a milhares de caracteres que considero importantes. Não que as fotos não sejam importantes, mas talvez estejam apenas em compartimentos errados.

E é isso que tento fazer minha vida inteira. Enfiar em compartimentos o que acontece em minha vida. Organizar tudo com o perfeccionismo de uma virginiana – que não sou. E, vivendo o circle of life, cá estou eu novamente no Camilando, liberando para quem quiser ler na calada da noite. E por aqui vou ficando…

Camilando voltou à vida após um sonho premonitório de que agora sim meu blog daria certo e eu sossegaria. Levando em consideração que foi o mesmo sonho no qual matei uma tia-avó ao sufocá-la com um abraço, não sei se deveria dar “ouvidos” a um sonho. Pode ser que eu tenha acertado em cheio – não em relação à tia-avó – ou pode ser que apenas estou aqui, como num jogo do The Sims, construindo e arrumando a casa para depois reiniciar o jogo. Mas a única certeza que tenho é que sou viciada em páginas em branco. Adoro recomeços e a liberdade que sinto ao escrever páginas e páginas de ideias novas e conseguir concretizá-las em um endereço na web.

Bem vindo de volta, Camilando. Espero que dessa vez você dure mais tempo que minha empolgação de cortar o glúten da minha alimentação.

Compartilhe o artigo:Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on Tumblr

Gostou do que escrevi? Deixe um comentário! :)