Sempre temos algo a ensinar

17/07/2014

Quando temos conhecimento sobre algum assunto é comum acharmos que é algo tão simples que nem precisa ser compartilhado, afinal, todos devem saber. No entanto, mesmo que estejamos em um meio no qual se compartilhe dos mesmos interesses, sempre há algo a ser aprendido e ensinado, e essa troca é fascinante.

Tenho uma amiga que no passado já sofreu bastante em relação à sua autoestima, mas que em um momento de sua vida aprendeu a lição de que se ela própria não se amasse, ninguém mais faria por ela. Levantou a cabeça, sacodiu a poeira e mudou seu padrão de pensamentos, descartando opiniões alheias que a machucavam e assim aprendeu, aos poucos, que a vida é muito mais que a opinião dos outros sobre suas roupas, peso e o que mais achassem dela.

Em uma de nossas conversas ela me contou que queria muito ter um blog pra compartilhar seus pensamentos e ajudar a outras pessoas, principalmente jovens, que passam pelo mesmo problema que a atormentou por tantos anos, e foi quando me ofereci pra ajudar. Planejamos um nome, um formato, fizemos testes aqui, testes ali e em poucos dias nasceu o Sobre Autoestima, um blog que pretende debater questões sobre conflitos pessoais e o amor próprio.

Pensei que seria algo super normal pra ela, afinal, sou blogueira há tantos anos que configurar painel de controle, comprar domínio, alterar DNS, CSS, HTML entre outras siglas, se tornou algo normal. No entanto, percebi que o que é simples para mim pode não ser para o outro e ensinar cada passo, desde como criar um novo post, inserir fotografias até a publicação, me trouxe um sentimento de felicidade imensa por poder compartilhar meu conhecimento com alguém. Claro que não sou expert no assunto – e por isso mesmo sempre achei que não poderia ensinar – mas o pouco de experiência que tenho ajudou bastante quem nunca esteve em contato.

A verdade é que sempre podemos ajudar e ensinar nem que seja com um detalhe. Nunca sabemos tudo de forma igual e compartilhar conhecimento é tão gostoso quanto aprender. O que eu achava fácil, embora não me sentisse segura em ensinar, era uma incógnita para minha amiga que estava criando seu primeiro blog, e então me pergunto quantos outros conhecimentos, mesmo que pequenos, que poderia ser passado àqueles que estão ao meu redor? Quantos outros conhecimentos também não posso aprender com quem me cerca?

Nenhum saber é pequeno demais a ponto de não ser importante para alguém. O que pode ser fácil para um, pode ser um mistério para o outro. Vamos prestar mais atenção sobre o que podemos ser úteis para quem convive conosco? Essa experiência me ensinou a lição de que sempre podemos ensinar algo a alguém. E que compartilhar experiências é gratificante.

Visitem: Sobre Autoestima

Compartilhe o artigo:Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on Tumblr

5 comentários leave one →

  1. Adorei e concordo plenamente contigo. Eu que passei por crises de ansiedade sempre conto la no blog sobre minhas experiências. Com os amigos próximos que passam por problemas conhecidos eu converso, indico leituras, ajudo no que é possível! Acredito que nossa missão na terra é sermos mestres um dos outros, aprender e ensinar. Que assim seja! 🙂

    Responder
    • Camile Carvalho

      Sempre acreditei nisso também, que temos uma missão. Enquanto não descubro a minha, vou ajudando quem posso no meu caminho 😀

      Responder
  2. Ai que bom que você se sente assim!:-D Pelo menos eu não preciso me sentir tão culpada quando estiver aqui morrendo de frustração e de vontade de socar o computador uahahahaha :-D. Pelo menos nessas horas eu posso berrar: CAMILEEEEEE! SOCORRO!!! A P** DO PARÁGRAFO NÃO QUER APARECER!! Uahahahaha :-D.
    Aproveito pra te agradecer de coração pela ajuda. Se não fosse você, o blog não teria saído da minha cabeça. Ou se tivesse saído, não teria domínio próprio, nem seria tão fofs :-D, nem tantas outras coisas. Você é a manteiga do meu pão bloguístico :-D. Obrigada, obrigada, obrigada :-D.

    Responder
    • Que nada, amiga! Eu que te agradeço por me dar essa oportunidade de compartilhar minha pequena experiência com você! Espero que tudo dê certo e que novos caminhos se abram!
      Beijão! 🙂

      Responder
  3. Fernanda Rocha

    Que legal esse post, ainda mais por eu sofrer de baixo auto estima também, vou conhecer o blog dela agora mesmo. http://www.trilhasculturais.com/

    Responder

Gostou do que escrevi? Deixe um comentário! :)