Pare de sabotar sua corrida!

03/08/2015

Pare de sabotar sua corrida » Vida Conectada » #vidaconectada

Quem me acompanha nas redes sociais sabe que estou num novo projeto de corrida. Na verdade, não posso ainda dizer que é um projeto para me tornar uma corredora, pois não tenho uma pretensão maior de conseguir correr por quilômetros sem parar, ou numa maratona. Minha meta é simples: manter uma rotina mais saudável e trabalhar meu sistema cardiovascular – evitando aquele cansaço quando acabamos de subir escadas.

Estou usando um aplicativo pra iPhone muito legal que se chama 5K Runner (depois falarei mais sobre ele) que ajuda a começar devagar, com pequenas corridas entre longas caminhadas até aumentar gradualmente o ritmo e chegar a 5 quilômetros de corrida. Por enquanto estou nas fases iniciais e curtindo bastante a experiência. Mas não é exatamente sobre meu sucesso inicial na corrida que vim escrever hoje. Muito pelo contrário.

Desde que comecei com este projeto, fui agindo num impulso. “Hoje está um dia lindo, então vou correr“, “hoje está frio, vou ficar mais um pouco nas cobertas” e mais dezenas de desculpas que muitos se identificarão e hoje não foi diferente. Apesar do dia lindo, um sol brilhante e convidativo, enrolei o máximo que pude ponderando se ia ou não, se ficaria cansada, se… se…

Novamente num impulso calcei meu tênis, peguei meu tapetinho de yoga e chamei o elevador, e lá estava eu novamente num impulso, indo correr.

Nos primeiros minutos o aplicativo nos indica para caminhar (aquecimento). Mas foi no instante que ele apitou e avisou que era o momento de correr, pensei “vou correr só esta primeira etapa (de 8) e depois vou ficar só caminhando, acho que hoje não vou conseguir correr tudo”.

Vocês leram bem?

“Acho que hoje não vou conseguir correr tudo”.

E então identifiquei vários erros na frase que minha mente insistia em me falar. Vamos por etapas.

1. Acho – Baseado em quê eu achei que não conseguiria? Eu tinha tentado? Não. Vivemos achando isso, achando aquilo e certeza que é bom, nada. Chega de achismos!

2. Hoje – Se eu consegui a semana passada inteira, por qual motivo justo hoje eu não conseguiria? Acordei, estou viva, saudável, me alimentei, nada que prejudicasse minha saúde tinha acontecido, mas justo HOJE eu não estaria bem? Muito pelo contrário. Hoje estou melhor que ontem e amanhã estarei melhor que hoje!

3. Não vou conseguir – Nem vou comentar sobre a negatividade que isso tráz. Tenho um professor que sempre nos fala: risquem não vou conseguir e vou tentar do dicionário de vocês. E ele está certo! Poxa, eu estava nos primeiros 10 minutos já dizendo que não aguentaria? Nada disso!

4. Correr – Isso sempre foi um problema desde a minha infância. Quando fui diagnosticada com um pequeno problema no coração ainda na infância, todos evitavam que eu corresse. Aos meus 17 anos resolvi entrar na academia pra valer e fiz um check-up geral cardíaco, quando o cardiologista disse que meu problema era apenas falta de condicionamento físico, que aquilo que eu tinha não influenciava em nada. E é um trabalho constante romper uma crença limitante e dizer a mim mesma que o médico está certo e que eu sou capaz.

5. Tudo – Dizer que não vou conseguir correr tudo é se contentar com o mais ou menos. Mal comecei a correr e já estou prevendo que não conseguirei completar o percurso? Oras, eu nem sou vidente! Se no meio da corrida eu não conseguir e parar, é uma coisa. Fiz o que pude. Mas no começo já falar que não vou conseguir dar o melhor de mim?

Pensei, refleti, e quando percebi, já tinha corrido.

Correndo 3K na esteira do prédio » Vida Conectada » #vidaconectada

E finalizei o percurso de 3Km, como programado.

E vocês, também passam por isso quando vão encarar algum desafio? Conte pra nós aqui nos comentários!

obs.: antes que perguntem, meus exames estão todos em dia, cuidado ao começarem algum exercício físico. Sempre consultem um médico. 😉

Compartilhe o artigo:Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on Tumblr

6 comentários leave one →

  1. Manuella Firminy

    Pra ser bem sincera, há dias eu estou evitando começar uma rotina de exercícios, em casa mesmo, só para eu me manter saudável e, como você disse, parar de sentir cansaço ao subir escadas. É esse coisa da mente, né? Ela acaba comandando a gente muitas vezes.
    Vou ver se faço alguns exercícios agora para me animar um pouco.
    Obrigada pelo incentivo.

    Beijos do Manu ♥

    Visite o blog Coisas do Tempo ♥

    Responder
    • Olá, Manuella!

      Já aconteceu comigo diversas vezes de planejar e na hora desistir, principalmente quando é em casa (dá uma preguiça…).

      Tenho 2 posts aqui no blog que podem te ajudar a fazer exercícios em casa:

      1) Blogilates: a Cassei Ho tem um site com vários vídeos no youtube pra fazer Pilates em casa (http://camilecarvalho.com/blogilates)

      2) Praticando Yoga em casa: Tem um desafio muito bacana do site doyouyoga.com de fazer 30 dias de yoga em casa (http://camilecarvalho.com/praticando-yoga-em-casa)

      Espero que goste e se anime! <3

      Beijos!

      Responder
  2. Eu sou a rainha da auto sabotagem. Pq?! Não faço ideia :/
    Planejo um dia cheio de atividades e acabo nem saindo do sofá.
    Tá ficando feio e chato, vou usar esse seu post como o boost de energia que anda me faltando e colocar os planos em prática!
    Bjo

    Responder
    • Anime-se!

      Sei bem como é planejar, planejar e não sair do sofá. Provavelmente falta alguma motivação, alguma meta viável que você queira atingir. Espero que encontre a motivação certa pra se exercitar.

      Depois me conte se conseguiu!

      Beijos

      Responder
  3. Janaina Helena

    Olá. Correr é muito bom e é verdade isso que vc escreveu. Eu estava indo em um ritmo bom, participando de provas de 3 km aqui na minha cidade (Maceió) e participava pq gosto do ambiente e das pessoas que praticam. Infelizmente tive que parar um tempo em virtude de um projeto, mas não deveria ter parado, era só ter diminuído. Eu moro muito perto da praia (5 min) e poderia ter continuado. Hoje eu planejo voltar na próxima semana e espero não parar mais! abraços e gosto muito do blog.

    Responder
  4. Fernanda Rocha

    Muito legal essa ideia de correr, eu só não faço porque minha cidade tem muitas subidas e a violência esta grande, uma das cidades mais violentas do estado. Lugares específicos para correr são poucos mas quem sabe um dia, gosto muito da ideia. Boa sorte e energia na sua meta.

    Responder

Gostou do que escrevi? Deixe um comentário! :)