Cotidiano

De volta ao caminho do meio

12/05/2015

De volta ao caminho do meio » Camile Carvalho #camilecarvalho

O ano mal começou e já estamos em maio. A impressão de que tudo anda corrido demais só aumenta a cada dia e a sensação de que precisamos correr mais do que o próprio tempo para dar conta de tudo vem me acompanhando há algumas semanas. Desde a chegada de 2015 tentei mudar, testar, desistir, persistir e mudar de caminho, e como falei no meu post sobre meus 30 anos, aprendi muito com todas estas experiências.

A ansiedade por uma mudança brusca de vida me fez vivenciar um outro lado da moeda que eu já vinha trabalhando lentamente ao longo de alguns anos, desde que conheci o minimalismo. Chutei o balde e comprei roupas sem raciocinar, enchi minhas prateleiras com novos livros – que não sei quando conseguirei lê-los – e me comprometi com muitas atividades sem saber se conseguiria mesmo dar conta de tudo. Acho que posso resumir meu início de ano com aquela famosa frase: atirei pra todos os lados. E querem saber a verdade? Não me arrependo.

Sempre tenho a sensação de que quando chega o outono e passa meu aniversário (18 de abril), as coisas começam a melhorar um pouco. Minha ansiedade começa a diminuir e começo a ter uma visão mais clara dos meus objetivos, conseguindo então focar no que é importante e fazer uma revisão das metas e planos que havia feito para o ano. Sinto como se fosse o momento de uma avaliação geral antes de dar mais um passo à frente, e não está sendo diferente neste ano.

Tudo o que preciso agora é pisar no freio e fazer um destralhamento geral em minha vida, deixando pra trás o que não está indo bem e estabelecendo um foco naquilo que considero importante. Sabe aquela sensação de que apenas conseguiremos seguir adiante se organizarmos TUDO? Pois é exatamente o que estou sentindo e gostaria de convidar a todos vocês a enfrentarem este desafio comigo, a pararmos um pouco pra refletir sobre o que já fizemos até agora e o que poderemos fazer pra melhorarmos a nós mesmos.

1. Papelada

Não tem jeito, por mais que façamos declutter, sempre haverá acúmulo de papeis indesejáveis em alguma gaveta de nossas casas. E aqui a situação está bem complicada, faz um tempo que não faço uma arrumação geral e posso sentir a energia estagnada dentro das minhas gavetas da escrivaninha. No último sábado consegui separar uma sacola de papel pra reciclagem e pretendo nos próximos dias conseguir eliminar tudo o que resta de inútil (ou papeis que sirvam para alguém, como textos, xerox entre outros).

2. Livros

Andei exagerando um pouco na compra de livros neste ano e pretendo parar um pouco no momento. Porém, abrirei excessão apenas para os livros acadêmicos, já que tenho um planejamento de ter uma biblioteca com livros correspondentes à minha área de pós-graduação e pesquisas. Como não estou tendo muito tempo para leituras de ficção, darei preferência ao que encontrar pelo Kindle e tentarei aos poucos ler o que já tenho encostado nas minhas prateleiras e depois tentarei trocar pelo Skoob ou vendê-los. Desapegar um pouco dos meus livros físicos é uma meta pra 2015 e os manterei atualizados em relação a essa missão um tanto complicada, porém necessária.

3. Roupas

Comprei roupas por estarem em promoção. Comprei roupas simplesmente porque as achei bonitas na loja e pensei que combinariam comigo. Comprei roupas sem planejamento, sem seguir minha listinha do que eu realmente precisava comprar, e o resultado não poderia ser pior: um guarda-roupas cheio, mas com poucas opções de combinações entre si. Tem certas coisas que sabemos que não devemos fazer, mas que por teimosia acabamos fazendo e aprendemos a lição. Considero este deslize como um lembrete e certamente no próximo declutter algumas peças se destinarão a pessoas que estão precisando de roupas mais do que eu.

4. Cosméticos

Não andei comprando muitos cosméticos, até porque tenho meus princípios de comprar produtos de empresas que não testam em animais e o que tenho por aqui ainda dá pra muito tempo de uso, mas uma vontade que tenho é de aprender a produzir alguns cosméticos mais naturais. Alguns eu já tenho o costume, como esfoliante para pele usando apenas mel e açúcar e o uso de óleos essenciais no meu dia-a-dia. Será algo que precisarei rever, pois deixei um pouco de lado essa procura por aprender mais sobre os produtos naturais. Mas apesar de tudo, é uma boa hora de fazer uma revisão se não andamos comprando demais o que não precisamos e começarmos a usar até o final aquele shampoo antes de sair comprando outro numa visita aleatória à farmácia.

5. Alimentação

Não adianta falarem que estamos em forma, o que conta mesmo é a nossa consciência em relação à alimentação e sinto que a minha anda um pouco desequilibrada. Nem sempre o que aparentamos externamente corresponde ao nosso corpo por dentro e já estou sentindo uma necessidade de me alimentar melhor.

Como passo o dia inteiro na rua, sempre acabo me rendendo a um lanchinho fora de hora e a produtos industrializados, mas quero regularizar minha alimentação e controlar um pouco os gastos com esses petiscos que podemos não perceber, mas que fazem nosso dinheiro ir embora aos poucos. Não tenho como controlar os horários das refeições – cada dia é diferente – mas posso selecionar o que comerei. Não sou muito fã de dietas, prefiro fazer refeições mais balanceadas e com um bom valor nutritivo, me afastando dos industrializados. Vamos buscar nos alimentar de forma mais saudável?

Suco de laranja feito na hora

Não é fácil sair da inércia e fazer uma super limpeza e organização em nossas vidas, mas devemos pensar que eliminar o supérfluo e buscar fazer nossas atividades com mais simplicidade nos deixará com a mente mais clara nos trazendo diversos benefícios, como maior concentração, mais foco para trabalharmos naquilo que nos é importante e claro, termos mais tempo para nós mesmos (além de ajudarmos nosso planeta reduzindo os excessos que tanto o prejudica). Posso considerar que agora estou de fato me reequilibrando e buscando minimalizar novamente minha vida e pretendo compartilhar com vocês essa trajetória.

E vocês, como estão se organizando? Deixe sem comentário abaixo ou envie um depoimento para contato@camilecarvalho.com para participar da sessão “Carta do Leitor”.

Obrigada por tudo e até a próxima!

Crédito da primeira imagem: tumblr

Compartilhe o artigo:Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on Tumblr

comentários via facebook

7 comentários leave one →

  1. O comecinho do texto é a descrição do meu ano também. Nunca passou tão rápido. Mas vejo isso bem porque tem a ver com estar compenetrada nas coisas. Tipo de repente tomei café da manhã, e depois já anoiteceu. Não entendia quando os mais velhos falavam que a vida passa voando. Acho que de tempo a tempo é importante estabelecer um ponto de início (parece coisa de computador) e buscar o que é realmente válido em questão de matéria e outras “coisas” não tão mensuráveis que a gente acumula. No momento estou na fase “faça agora, amanhã você já esqueceu”, nem tanto pela procrastinação, e sim pelo voar das horas.

    Responder
  2. Ana Paula

    Bem, eu estou à beira de um ataque de nervos… Percebi que há cerca de três anos venho tentando me alimentar melhor, organizar as coisas, ter uma rotina mais alegre e não tenho conseguido. Engordei ainda mais, tenho coisas demais (apesar de já ter me desfeito de muita coisa ultimamente) e não tenhop conseguido seguir a organização que eu mesma elaborei, para não acumular tarefas pro fim de semana.
    Os hobbies estão engavetados, mas há um mês ocnsegui volrar a praticar atividade física. Alterno o humor entre a vontade de desistir de tudo e a certeza de que posso conseguir…
    Meu aniversário é mês que vem, completarei 40 anos. Queria chegar lá muito diferente do que estou hoje.

    Responder
  3. Oi, Camile!
    Tenho esta mesma sensação, preciso organizar minha vida toda! Venho revendo hábitos e conceitos há uns dois anos, o que tem de deixado mais leve e feliz, mas às vezes parece que a coisa empaca. Já consegui colocar alguns projetos em prática, como o Juventude Lixo Zero aqui na minha cidade, e adquiri mais hábitos sustentáveis, mas preciso me dedicar mais ao minimalismo. Meu quarto está clamando por uma arrumação e um “destralhamento” urgentes! Sinto que sentirei muito melhor e mais leve depois que fizer isto. Também estou me dedicando a uma alimentação saudável, com muitos orgânicos, o que me tem feito muito bem. Recomendo!
    Abraço.

    Responder
  4. Eu estou tentando colocar um foco na minha organização… o tempo parece passar bem rápido mesmo, principalmente quando não se está trabalhando – apesar de ter todo o tempo do mundo, acabo não fazendo nada, tendo várias coisas para fazer, e parece que não dá tempo pra nada… é a preguiça que bate mesmo…

    🙂

    Responder
  5. Também estou sentindo essa onda de renovação pós-outono. Acho que nosso corpo se alinha à natureza de alguma forma. As folhas caem e as nossas camadas também. Minha vida deu um up depois que entrou Beltane(31/04)!Parece que tudo voltou a andar e dar resultados.Não sei se você sentiu isso também.Adorei o post e as dicas para organização. ♥

    Responder
  6. Bella

    Camile que delícia esse post porque realmente, quando chega junho eu percebo que o ano já acabou, ou que o próximo ano está para começar então que maravilhoso ver que estamos agindo e não somente reclamando. Ameeeeeeeeei demais esse post!

    Responder
  7. Fernanda Luz

    Olá, estou me identificando muito com sua fase. Entrei nesse ano tentando ser mais organizada, estudar para concursos mas esta chegando metade do ano (e meu niver – ansiedade e extress ao máximo, será normal nessa época pré – niver?), e não fiz metade do que tinha planejado, massss estou tentando não ficar neurótica. Comecei fazendo um pente fino em todos meus livros não lidos, li a contra capa, sinopse e separei 2 pilhas, uma que eu quero ler sim (não sei quando conseguirei mas quero ler) e outra pilha para vendas/trocas… de mais de 30 livros para venda/troca restam 18 e não sossego enquanto não me desfazer deles. Também radicalizei no sentido finanças, fiz as contas de tudo o que tinha de parcelas de alguma coisa (incluindo tarifinhas mensais do cartão de crédito por exemplo, esse tipo de tarifa que sempre tem, calculei até Dezembro) e comecei a liquidar tudo, parcelamentos de lojas quitei tudo e agora estou separando o $$ para ter separado a fim de liquidar o que tenho no cartão de crédito, depois disso é ordem minha para mim mesma: compras à vista. E por fim: fiz uma planilha e relacionei tudo o que tenho de papelaria (canetas, fitas aeesivas largas, etc) e produtos de beleza e coloquei uma coluna com a quantidade ideal e o que tenho, fiz um filtro para ser destacado quando cada item tiver abaixo da qtdade ideal, assim só olho as planilhas e sei o que devo comprar evitando compras desnecessárias. Tem muita coisa que quero melhorar nesse ano mas não cito aqui pq o comentário esta enormeeee já, hehehe. bju imenso.

    Responder

Gostou do que escrevi? Deixe um comentário! :)