Artigos sobre » Yoga
Yoga

Como fazer a respiração iogue (completa)

02/08/2016

Pranayama: Como fazer a respiração iogue (completa) | blog Camile Carvalho

A respiração é uma das ferramentas de regular a energia que circula em nosso corpo (prana), e através de seu controle, é possível trazer mais equilíbrio emocional ao nosso dia-a-dia, aquietar a mente e melhorar a qualidade de vida.

Pranayama

Pranayama é o controle da respiração muito utilizado na prática de yoga e, assim como os asanas (posturas), existem diversos tipos de pranayama que atuam de forma diferente em nosso corpo e mente. Aqui no blog já compartilhei com vocês a técnica da respiração das narinas alternadas (nadi shodan pranayama) e hoje eu vou ensinar a respiração iogue mais básica e mais importante: a respiração completa.

Devido ao nosso estilo de vida corrido e estressante, temos o (péssimo) hábito de respirar mais com a porção torácica do que com a abdominal. Juntando também com a cultura de manter a barriga sempre pra dentro, acabamos não expandindo nosso abdomen o suficiente quando respiramos, o que nos leva a uma respiração superficial aproveitando pouco da capacidade pulmonar.

Vocês podem perceber que animais e bebês quando inspiram, expandem a barriga para fora e laterais, mas por diversos motivos, quando crescemos, acabamos direcionando nossa respiração apenas à porção torácica.

A respiração e o estresse

Reparem também que quando estamos em situação de estresse, medo ou ansiedade, sentimos o famoso “nó na garganta” que nada mais é que a respiração alta, concentrada apenas na parte das clavículas e costelas. Trazer a respiração para baixo, para o abdomen é, portanto, uma das formas mais simples de acalmar a mente em situação de estresse e recuperar o controle emocional, além de aumentarmos o grau de aproveitamento e oxigenação do corpo por estarmos ativando uma porção maior dos pulmões: a porção abdominal.

Pranayama: Como fazer a respiração iogue (completa) | blog Camile Carvalho

Passo-a-passo da respiração iogue

Essa respiração é bem simples. Você pode fazer deitado ou sentado de maneira bem confortável.

  1. Coloque a mão direita sobre o tórax e a esquerda sobre o abdomen
  2. No momento da inspiração, sinta primeiro o seu abdomen se expandindo até seu limite
  3. Após o abdomen se expandir, sinta agora a região do tórax se expandindo com o ar
  4. Na expiração, primeiro a parte do tórax vai esvaziando e em seguida, a abdominal
  5. Tente dar pequenas pausas entre a inspiração e expiração

Dicas

O importante dessa respiração iogue é perceber como o ar entra e expande primeiro a parte abdominal, como se fosse um copo de água enchendo: de baixo para cima. Só depois é que a parte superior do pulmão se expande. O mesmo ocorre quando expiramos: primeiro a parte superior se esvazia e em seguida a inferior, do abdomen.

É importante também fazermos essa respiração em um lugar tranquilo em que possamos prestar atenção apenas na respiração. Mantenha os olhos fechados e concentre-se no ar que entra e sai pelas narinas, assim, além do benefício de aumentar a capacidade pulmonar e oxigenação do organismo, também é uma forma de meditação.

Finalizando

Após ficar o tempo necessário, sente-se de maneira confortável (caso esteja deitado), mantenha os olhos fechados e repouse as mãos sobre os joelhos. Apenas observe como ficou a respiração e a mente após esse exercício.

Todas as vezes em que você se encontrar em alguma situação de estresse, preocupação ou ansiedade, pratique a respiração iogue conscientemente. Você perceberá que é capaz de controlar sua mente e seu corpo, já que através do controle da respiração somos capazes de  reduzir o impulso da ansiedade e estresse (sistema nervoso simpático) e ativar um estado mais relaxado (sistema nervoso parassimpático).

“Enquanto a respiração (prana) for irregular, a mente permanecerá instável; quando a respiração se acalmar, a mente permanecerá imóvel e o yogi conseguirá a estabilidade. Por conseguinte, deve-se controlar a respiração.”

~ Hatha yoga pradipika II. 2.

Espero que tenham gostado da dica! Essa respiração é a principal e mais básica para conseguirmos ter o autocontrole. Pratique diariamente ou sempre que precisar e comente aqui os resultados e impressões que teve. Como ficou sua mente? Como ficou sua percepção?

Convido vocês a assinarem minha newsletter para receberem por email conteúdo exclusivo e notícias sobre saúde, bem-estar e equilíbrio pessoal. Clique aqui para assinar!

Compartilhe o artigo:Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on Tumblr
Bem-estar, Yoga

Vivendo o momento presente

22/07/2016

Vivendo o momento presente | Leve por aí | #leveporai

Quando me deu o start de voltar a buscar a simplicidade em tudo, como no começo do meu blog, eu estava em Itaipuaçu, aquele meu paraíso pessoal. Acordava de manhã com o sol fraco no meu rosto, pássaros cantando e tinha dias que duravam uma eternidade. Mesmo fazendo tudo que eu tinha pra fazer no dia, parecia que sobravam horas, o que me permitia deitar na rede e ler um bom livro. Bem, assim passei duas semanas de descanso em Itaipuaçu, mas agora estou de volta ao meu paraíso de concreto: Rio de Janeiro.

Vocês podem estar se perguntando: paraíso de concreto? Mas afinal, amo ou odeio o Rio de Janeiro? A resposta é clara: eu amo a vida que tenho. Quando aprendemos a dar valor ao que já temos, tudo fica mais fácil. Gostaria de estar no momento em uma casinha simples no meio do mato? SIM! Gostaria, aliás, de estar viajando o mundo. De passear pela Índia, desbravar cidades russas, andar pelas ruas de Tóquio e tomar uma água de côco em Aruba. Mas essa não é minha realidade. Não agora.

Quando aprendemos a sermos gratos pelo que temos, começamos desenvolver um outro olhar sobre nossas vidas. Tem muitas pessoas por aí com uma vida melhor que a minha? Sim! Mas também tem muitos com uma vida não tão boa. A situação que tenho hoje é o que tenho, e apesar de parecer um tanto conformista, creio que é apenas uma forma de darmos valor ao caminho que já trilhamos e às nossas conquistas.

O homem parece que quer sempre mais. Quando conquista algo, mal aproveita o que conquistou e já está pensando em planos futuros. Por um lado é bom, pois nos faz permanecer em movimento. Transformações são bem-vindas, mas aproveitar o momento é melhor ainda.

Até quando vamos ficar ansiosos pela próxima parada? Ser conformista é estar acomodado e não querer sair da zona de conforto, o que é completamente diferente de se conectar com o momento presente e perceber o quanto podemos ser felizes com o que temos agora. Planejar mudanças é algo totalmente diferente de viver no futuro, de depositar nossa felicidade em algo que ainda não aconteceu.

Sejamos felizes hoje, com o que temos. Saibamos agradecer pelo caminho longo que já percorremos até aqui. E que todos nós possamos manter o pensamento elevado e o coração aberto para tudo o que está por vir. Estamos em constante mudança, em uma longa caminhada, e as únicas coisas que podemos fazer no momento presente é olhar pra trás e sermos gratos pelo que já vivemos, olhar para frente e confiarmos que nossos planos serão concretizados com nosso esforço e dedicação, e olhar para o presente e termos a certeza de que estamos no ponto onde deveríamos estar.

Compartilhe o artigo:Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on Tumblr
Videos, Yoga

Video: Dicas de yoga para iniciantes

20/06/2016

Dicas de Yoga para iniciantes | Camile Carvalho

Vocês pediram, e eu gravei um vídeo sobre YOGA PARA INICIANTES! Num bate papo informal dei algumas dicas para quem está começando a praticar agora e tem algumas dúvidas sobre o que acontece numa prática de Yoga, como se vestir confortavelmente, mantra OM, ajustes das posturas e muito mais! São algumas informações que passo aos meus alunos novos ou repito durante a aula para meus alunos sempre recordarem.

Assista o vídeo, e se tiver alguma dúvida, é só deixar nos comentários pra que eu possa começar a gravar vídeos de perguntas e respostas sobre Yoga para vocês.

Ah, posso pedir um favor? Se você gosta do conteúdo que publico, clica no link e acesse diretamente o vídeo no YouTube! Lá você pode curtir o vídeo, deixar comentários nele, interagir com outros leitores e se inscrever no meu canal. Assim vocês me ajudam a crescer e valorizam ainda mais meu trabalho. 💕

» Clique aqui para assistir o vídeo «

Informações sobre o vídeo

  • Mantra da paz: OM Shanti Shanti Shanti Hari OM
  • Batom que estou usando: Roxito – Quem Disse Berenice?
  • Bata: lojinha de rua de Jericoacoara
  • Cabelo: sim, pintei o cabelo! Usei a “tinta” em pó Natucor na cor 6.7 (chocolate)

Muito obrigada pelo carinho,

Namaste!

Compartilhe o artigo:Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on Tumblr