Artigos sobre » Bem-estar

5 Dicas para melhorar a energia da sua casa

05/06/2016

Dicas para melhorar a energia da sua casa | Camile Carvalho

Segundo o Feng Shui, quando mantemos a energia estagnada, podemos perceber que o ambiente parece ficar pesado, que as coisas parecem empacadas, refletindo também no nosso humor e produtividade. Hoje vim compartilhar com vocês algumas dicas para melhorar a energia da sua casa e mantê-la sempre leve, proporcionando bem-estar aos moradores.

1 // Faça um declutter nos seus armários

Ter apenas o que gostamos e amamos é um dos principais pontos para mantermos as energias circulando. De nada adianta termos apego a roupas, livros, utensílios e objetos de decoração que não amamos, apenas por tê-los. Se não amamos, provavelmente não usamos com frequência, o que contribui para que as energias fiquem paradas. Desapegue do que não combina mais com você e perceba como a energia vai circular mais livremente.

Dicas para melhorar a energia da sua casa | Camile Carvalho

2 // Crie um cantinho zen

Independentemente da religião, é sempre bom termos aquele cantinho especial em que podemos sentar tranquilamente, meditar, se conectar com nossos pensamentos e até ler um bom livro. Meditação pode ser muito associada ao budismo, mas na verdade todas as religiões têm a proposta de nos conectarmos com algo maior ou com nós mesmos através da oração ou do silêncio, o que também é um tipo de meditação.

3 // Mantenha sua casa limpa

Sujeira atrai energias negativas, então o melhor a fazer é manter o ambiente sempre limpo. Claro, isso não significa ter neura de limpeza, mas é importante fazer uma faxina grande na casa (um cômodo por vez) e depois mantê-la limpa para não deixar acumular tanto.

Dicas para melhorar a energia da sua casa | Camile Carvalho

4 // Incensos e óleos essenciais

Eu sei, muitos não curtem incensos pela casa, mas ter um cheirinho agradável é muito bom pra trazer bem-estar ao ambiente. Você pode substituir o incenso por óleos essenciais ou até mesmo algum outro tipo de perfume pra ambientes. Isso deixa a casa mais aconchegante, ainda mais nesse inverno chegando, que é um período que geralmente ficamos mais introspectivos.

5 // Decore com cristais

Cristais não são apenas elementos de decoração. De acordo com suas cores, eles podem transmutar ou absorver energias, o que é muito bom para um ambiente que tenha uma grande circulação de pessoas. Experimente deixá-los em prateleiras, ou no seu cantinho zen, como disse no tópico 2. Você também pode eleger um cristal para ser seu e mantê-lo sempre com você em sua carteira ou como um pingente no cordão.

Espero que tenham gostado das dicas pra melhorar a energia da sua casa. Com pequenos detalhes podemos ter um maior bem-estar em nosso lar e torná-lo bem aconchegante e gostoso de trabalhar, ler um livro ou simplesmente apreciar uma caneca de chá.

E você, o que faz pra melhorar a energia do ambiente? Conte aqui nos comentários!

Compartilhe o artigo:Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on Tumblr

Qual meu hobbie?

30/05/2016

Qual meu hobbie? | Camile Carvalho

Foi mais ou menos assim: feriadão em casa, aproveitei pra fazer aquela arrumação no guarda-roupa, nos livros, nos posts do blog… planejei algumas aulas de yoga pra semana e tirei o domingo offline, pra me conectar comigo mesma, ouvir minhas músicas e organizar umas fotografias. Foi quando me fiz uma pergunta que mexeu muito comigo: qual meu hobbie?

Se me perguntassem isso há exatamente um ano, talvez eu respondesse que tenho como hobbie estudar yoga, praticar, ler meus livros e sair com amigos pra um barzinho ou apenas pra bater papo. Mas hoje, que yoga está se consolidando aos poucos como minha profissão (e espero um dia viver disso!), não poderia incluí-la como uma forma de extravasar. Claro, amo tanto o que faço que pra mim encaixou direitinho aquele papo de “trabalhe com o que você ama…

E eu estou realmente trabalhando com o que amo, e a cada dia estou mais apaixonada pelo que faço. Tenho mil planos que ainda pretendo tirar do papel, mas a verdade é que estou focada nisso praticamente 24hs por dia – sim, porque até sonhar com yoga eu sonho!

Entre um trabalho e outro, sentei-me em frente ao computador e abri minhas pastas de fotografias. Quanta bagunça! Meu método de organizá-las por ano/mês não estavam mais me agradando, já que me perco um pouco entre fotos editadas e não-editadas, confundindo-me ainda mais por navegar entre eventos diferentes na mesma pasta. Foi quando abri meu Lightroom e tomei uma decisão: vou editar minhas fotos.

E assim passei uma tarde inteira, que se estendeu pela noite. Estabeleci um novo sistema de organização dos arquivos, fiz backup, testei novas formas de edição e naveguei por sites de fotografias.

Qual meu hobbie? | Camile Carvalho

O tempo passou voando, e de forma prazerosa. E, num único momento em que me peguei pensando sobre o desperdício de tempo por estar mexendo em fotografias, e não fazendo algo útil, me fez refletir sobre o que é atividade inútil e o que significa perder tempo. Quando estamos fazendo o que nos dá prazer e felicidade, não estamos simplesmente perdendo tempo, mas ganhando qualidade de vida.

Qual foi a última vez em que eu estive tão concentrada enquanto fazia um hobbie, trabalhando minha criatividade? Nem me lembro! Por outro lado, quantas vezes perdi horas navegando pela internet sem rumo, com a falsa sensação de que estava sendo produtiva? Muitas!

Reservar um dia pra mim mesma foi sensacional. Não me cobrei, não me julguei, apenas aproveitei, e com muita energia, aquela atividade que tanto me deu prazer. E o melhor de tudo: redescobri-me na fotografia, uma atividade que já fez parte do meu trabalho, mas que hoje infelizmente se encontrava num cantinho bem escuro e frio da minha lista de prioridades…

Quero voltar a fotografar. Quero voltar a trabalhar meu olhar fotográfico, explorar novos ângulos e claro, reservar um dia pra mim. E não se assustem se aos poucos começarem a aparecer mais fotografias pelo blog: será apenas o resultado de estar clicando feliz e saltitante por aí!

Qual meu hobbie? | Camile Carvalho

E agora eu te pergunto: qual seu hobbie? Você está reservando um tempo só pra você? Como você está desenvolvendo sua criatividade? Me conte aqui nos comentários!

Compartilhe o artigo:Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on Tumblr
Bem-estar

O que fazer com as energias conflitantes

13/03/2016

O que fazer com as energias conflitantes | Camile Carvalho #yoga

O Brasil está passando por um momento crítico, não podemos negar. Forças opostas se digladiando nas redes sociais, indiretas, passeatas, enfim, estamos realmente passando por um momento conturbado energeticamente. E não, eu não vim falar de política e nem sequer expor meu posicionamento sobre isso tudo. Vamos falar de energias.

Quando passamos por um momento de instabilidade – que é o que o Brasil está passando – muitos absorvem essas energias conturbadas por se envolverem muito com o que está acontecendo. E envolver-se energeticamente não necessariamente significa participar de passeatas/discussões em redes sociais/manifestações etc. Uma pessoa pode se envolver diretamente com movimentos políticos e não se deixar abalar pelas energias, assim como uma pessoa pode estar tranquilamente assistindo filmes no sofá enquanto milhares de pessoas debatem de forma acalorada sobre o cenário político e estar absorvendo tais energias para si, sem perceber.

Uma coisa que aprendi é que quando queremos ajudar aos outros, seja a situação que for, temos que estar fortes, protegidos e equilibrados. Se temos a intenção de abrandar a dor do outro, não podemos nos deixar abalar pela situação. Caso contrário, acabamos tão envolvidos energeticamente que acabamos afundando junto com o outro, e então fica impossível fazer algo de útil para ajudar na situação. Ou seja, somente quando estamos equilibrados é que de fato podemos fazer algo de útil.

Da mesma forma, é possível ser um ativista por qualquer causa, seja ela política, ambiental etc. sem deixar que nossos chakras se desalinhem. Claro que somos sensíveis, absorvemos energias de ambiente, pessoas, animais e plantas, mas quando identificamos o que acontece ao nosso redor como sendo um fenômeno externo a nós, temos mais chances de observar e agir sem deixar que tais instabilidades nos afetem.

Seja contra ou a favor, ou até em cima do muro, tome apenas uma posição importante: tudo o que acontece fora de você, deve ficar ali mesmo, do lado de fora. Sempre haverá pessoas ao nosso lado e sempre haverá aqueles que discordam. O importante é nos protegermos para que tais energias conflitantes – e extremamente amplificadas – não nos desestabilize. Pare, respire e feche os olhos. Encontre o seu equilíbrio, e depois manifeste sua causa. Independentemente de que lado você esteja, do que pensa a respeito deste período de energias conturbadas, não perca sua paz.

Sua paz interior é seu templo. E sempre que precisar, volte a si mesmo e encontre aquele estado leve que só você conhece.

Compartilhe o artigo:Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on Tumblr