Artigos sobre » Cotidiano
Cotidiano

Declutter: como estão suas gavetas?

29/08/2015

Declutter: como estão suas gavetas? | Vida Conectada | #vidaconectada

A pergunta que farei hoje a vocês é: como estão suas gavetas?

Como contei aqui no blog, nas últimas semanas estou em uma rotina muito corrida. Saio de manhã e volto apenas à noite pra casa, cansada e sem ânimo pra sentar na escrivaninha, ligar o computador e fazer o que precisa ser feito. Apesar de estar fazendo o que gosto e me sentindo muito bem com isso, é inevitável o cansaço físico e mental depois de, por exemplo, sair de casa 8hs da noite e voltar às 22hs sem ter uma pausa pra relaxar.

Mas não é apenas isso que está drenando minha energia. Hoje, ao abrir minhas gavetas de roupas, percebi o quanto negligenciei com sua organização e limpeza. Não que tenham roupas sujas ali, mas o aspecto bagunçado dá uma impressão ruim. E como acredito demais em energias, aproveitei este lindo sábado de sol pra fazer um declutter na papelada e arrumar meu guarda-roupas.

Comecei pelas gavetas. Escolhi o alvo, tirei tudo de dentro e coloquei sobre minha cama. Uma a uma, peguei a peça de roupa, abri, sacodi e a dobrei novamente, formando pilhas de blusas de acordo com sua estrutura (sem manga, com manga, de frio) e gentilmente passava minhas mãos sobre elas para eliminar quaisquer vestígios de amassados, ao mesmo tempo em que as energizava. Fiz isso até ter todas as gavetas arrumadas, enquanto deixava de lado aquelas roupas que não estou usando há um bom tempo e que não pretendo usar mais.

Quando tiramos tudo das gavetas e voltamos apenas as peças que realmente amamos, fica mais fácil desapegar de algumas peças, diferentemente se olhamos uma pilha com a finalidade de tirar dali roupas a serem doadas.

E quanto a vocês? Como andam suas gavetas? Muito bagunçadas? É importante lembrar que um armário desorganizado reflete também como estamos por dentro. Se nossos pensamentos e sentimentos andam desequilibrados, logo a bagunça surge. Vamos nos reequilibrar fazendo aquela arrumação? O melhor de tudo é a sensação de leveza depois. Parece que tudo volta ao equilíbrio.

Compartilhe o artigo:Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on Tumblr
Cotidiano

Feng-Shui: 5 dicas para um ambiente mais leve

24/07/2015

Feng-Shui: 5 dicas para um ambiente mais leve | Vida Conectada | vidaconectada.com

Eu estou constantemente aplicando a técnica do Feng-Shui na minha casa (e na vida) e hoje, após fazer algumas alterações no meu ambiente de trabalho e estudos, resolvi escrever 5 dicas simples para melhorar a energia do ambiente em que vivemos e também da nossa própria vida.

1. Elimine o que não serve mais

Não adianta, eu sempre vou bater na mesma tecla. Não há motivo para acumularmos objetos, roupas e tralhas que não usamos. Algumas sequer temos a noção que ainda guardamos, portanto, o primeiro passo para fazer circular a energia é doar/reciclar o que não precisamos mais.

2. Perdoe!

Não tem nada pior que manter um sentimento de rancor e angústia por pessoas que passaram por nossas vidas e talvez nem façam mais parte dela. Faça uma lista com o nome daqueles por quem você guarda mágoas, feche os olhos e as perdoe. Desejar o mal, vingança ou qualquer outro sentimento ruim por outra pessoa faz mal apenas a nós mesmos.

3. Livre-se do que está quebrado

Não é bom guardarmos objetos quebrados e sem utilidade em casa. Isso apenas faz com que energias fiquem estagnadas, prejudicando a todos que vivem no ambiente. Se algo quebrou, conserte-o! Se não tem como fazer, ou doe a alguém que saiba consertá-lo ou se desfaça (dê preferência à reciclagem!). Não há motivos pra guardar em nossa casa o que não tem mais utilidade.

4. Limpe sua mesa de trabalho

Seja a mesa para trabalho ou estudo, evite acumular livros, papeis e objetos que não fazem parte da função a que a mesa se destina. Manter a bagunça sobre alguma superfície, principalmente em um lugar onde se deve trabalhar a criatividade e produtividade, só faz com que não obtenhamos o resultado desejado. Mantenha sobre a mesa apenas o que é realmente necessário.

5. Cultive plantas

Plantas e animais são ótimos para trazer alegria e boas energias para um lar. No entanto, nem todos têm a possibilidade de cuidar de um animal de estimação (posse responsável é muito importante), então a melhor saída é cultivar plantas para alegrar o ambiente. Trazer um pouco de verde pra dentro de casa traz harmonia, além de ser terapêutico dedicar um tempo para cuidar dela.

Mantenha o pensamento elevado!

Esta dica é um bônus, mas que não poderia deixar de entrar aqui na lista. Somos os responsáveis pelo que criamos. Nossos pensamentos são extremamente importantes para moldar a forma com que encaramos as situações do nosso dia-a-dia. Manter o pensamento elevado ajuda a enfrentar com mais firmeza todas as adversidades. Saber que vivemos em uma espécie de montanha-russa, de altos e baixos, nos dá força para encarar os maus momentos, sabendo que logo adiante tudo vai melhorar. Mantenha a mente firme e centrada nos seus objetivos e não deixem que maus pensamentos invadam sua mente. Tudo passa!

As noites ficam claras com o raiar do dia.” – Dudu Falcão

foto: Pinterest

Compartilhe o artigo:Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on Tumblr
Cotidiano

Tudo tem seu tempo certo

16/07/2015

Tudo tem seu tempo certo de acontecer | camilecarvalho.com | #camilecarvalho

Há uns meses eu queria muito algo. Queria, com toda minha força e me senti completamente frustrada ao ver meus planos indo por água abaixo. Não deu certo. Tudo parecia amarrado demais, e o projeto não teve como dar sequer o primeiro passo. Me senti mal, pra baixo e desanimada, achando que o Universo não queria me dar aquela bênção. E eu estava certa. Realmente não era para acontecer, e não aconteceu.

Podemos sempre ver as coisas por diferentes ângulos e cabe a nós percebermos as sutilezas de tudo que ocorre em nossas vidas. Cada escolha que damos, cada porta que se abre, mas também cada porta que se fecha. Tudo tem seu tempo, e muitas vezes quando tudo parece dar errado, precisamos parar um pouco, respirar fundo e ver ao nosso redor se não há alguma porta entreaberta, pronta para ser explorada.

Nosso universo é cheio de possibilidades, mas nem tudo o que queremos para ontem é realmente o que teremos de prontidão. Ter pressa para realizarmos nossos planos nem sempre é bom. Às vezes é necessário um período de descanso, como uma massa de pão que ao ser feita com pressa, pode não dar certo.

Tudo tem seu tempo. E hoje descobri que os nós que amarraram meus planos naquele momento se desfizeram. Agora posso voltar a pensar na ideia com calma e sabedoria, sem a afobação de um impulso. Se vou dar continuidade àqueles planos, ainda não sei. Mas sei que a porta enfim se abriu e que hoje estou  muito mais preparada que naquele momento.

Tudo tem seu tempo. 

Compartilhe o artigo:Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on Tumblr