Casa & Energias

Bye Bye, Papelada!

08/09/2015

Bye Bye, Papelada! » Vida Conectada » vidaconectada.com #declutter #vidaconectada

Constantemente venho escrevendo posts aqui no blog contando sobre declutter da papelada aqui de casa que acumulo. O problema é que sinto que estou em um eterno loop de destralhar » acumular, e só me dei conta agora, após separar mais uma sacola de papel pra reciclagem que eu já havia feito a mesma coisa há pouco tempo.

Fico pensando caso eu não tivesse o costume de destralhar, como seriam meus armários. Vendo meu pai tirar tudo das gavetas hoje e separando várias sacolas de papelada, posso ver o quanto conseguimos acumular em nossas casas sem percebermos.

Parece que a tralha vai compactando de uma certa forma que parece invisível aos nossos olhos, mas quando decidimos tirar tudo das gavetas, um monte de papeis antigos é formado no meio do cômodo e a pergunta que fica é: como tudo isso estava guardado em tão pequeno espaço?

Hoje me dei conta também que, com a vontade de ser mais organizada, acabei adquirindo ao longo dos anos pastas, caderninhos e tantos outros itens de organização, e que na verdade o que eu precisava era apenas reduzir a papelada e organizá-las em poucas pastas. Percebi também que mesmo tendo doado vários caderninhos de anotações há um tempo, parece que eles se multiplicaram *do nada* e hoje tenho vários, acumulados em minhas gavetas e apenas ocupando espaço, alguns deles, inclusive, sem eu nunca tê-los usado pelo simples motivo de pena de escrever.

Não tenho um, mas vários cadernos que decidi usar para organizar o blog e a vida. O problema é que tenho um pouco escrito em cada um deles, e no fim, mal os uso para pegar as ideias. Sei da importância de se escrever à mão para o desenvolvimento da criatividade, mas o que acontece é que acabo anotando diversas inspirações de posts e temas a serem abordados aqui no blog, que acabam ficando pra trás. A verdade é que não tenho muito o costume de folhear meus cadernos em busca de inspirações, e muitos dos posts que um dia pensei em escrever, acabou perdendo o sentido um tempo depois.

No método de organização GTD, temos aquela fase inicial de anotar tudo o que queremos/precisamos fazer em uma lista. Mas, mais importante que apenas anotar, precisamos depois processar cada item para tomar uma decisão sobre cada um dos tópicos, senão cada lista que fizermos será apenas mais uma ocupando uma gaveta ou uma folha de caderno abandonado. E talvez nessa ideia do processamento que esteja a minha falha: preciso de uma rotina que me faça revisar tudo o que já anotei, para não perder boas ideias nem ficar gastando papel à toa.

Eu tinha blocos e mais blocos com anotações, esquemas, mapas mentais e canetas coloridas. Quando me deparei com todo este material, me dei conta de que nunca iria sentar e revisar cada anotação. Respirei fundo e desapeguei de tudo. Foi um alívio rasgar todo aquele papel de ideias do passado e me dar uma nova chance de recomeçar de forma mais organizada. A partir de agora quero concentrar minhas anotações criativas em um único caderno e andar com ele por onde eu for. Quero também estabelecer uma rotina de revisão, para que aquela sugestão de post que um leitor me deu e que anotei numa folha de papel qualquer, não se perca por aí.

Preciso me organizar e sei que estou num momento propício para isso. É um alívio imenso fazer um declutter e deixar ir o que guardávamos. Ideias vêm e vão, e espero que daqui em diante se abra um espaço criativo, e que eu possa de fato me organizar para aproveitá-las melhor.

E vocês, mantém algum caderno de inspirações? Como lidam com ele? 

Compartilhe o artigo:Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on Tumblr

26 comentários leave one →

  1. Olha, vou confessar que eu também sou a louca dos cadernos. Se dou 10min de bobeira numa papelaria, já encontro um caderninho fofo que eu não conseguiria viver sem. A diferença é que o que eu sinto não é pena de escrever nele, é culpa por ter comprado e não usado! Então, no fim das contas, eu acabo tendo um caderninho pra cada coisa. No momento tenho um pra deixar no trabalho (o mais bagunçado de TODOS); um que serve pra fazer resumos da faculdade e organizar finanças; um que serve de diário (porque eu não consigo viver sem, que nem blog) e um, que tava lá de lado me assombrando, virou tanto o meu organizador do blog quanto meu diário de leitura, o que ajuda MUITO na hora de fazer posts resenhando, muito melhor do que ir e voltar no livro procurando aquele determinado trecho. Então é, não tenho a menor pressa de lotar os cadernos, mas fico feliz por ter conseguido separar cada coisa importante da vida em um canto exclusivo e diferente. Meus cadernos antigos sempre viram rascunhos, e tanto minha avó quanto meu namorado usam e abusam desses, o que acaba diminuindo a minha culpa a cada caderno novo, hehe. Agora, eu lembro a última vez em que resolvi fazer a limpa no meu quarto (veja bem: SÓ NO QUARTO), e saí de lá com TRÊS sacos de lixo lotados de papel, revista antiga, rascunho velho que eu nem lembrava mais. Fiquei horrorizada! Passei o dia me livrando daquilo tudo pra depois sentir o desespero ir embora e olhar pro quarto como se fosse novo. Acho super importante fazer, até porque um tempinho só que você bobeie e já sai tudo completamente do controle. Credo!

    Responder
    • Ah, então você me entende bem! Sou louca por papelarias, fico um tempão paquerando caderninhos fofos… mas agora vou me conter e não trazer mais nenhum pra casa. Preciso mesmo reduzir os meus e organizar todos.

      Olha, minhas limpezas no quarto também geram várias sacolas de papel… mas a sensação depois é maravilhosa, né? Dá um alívio… 🙂

      Beijos!

      Responder
  2. Anônimo

    Olá Camile eu tenho o costume de anotar tudo sim mas não fazia isso de maneira organizada.
    Apenas anotava tudo de qualquer jeito na agenda e depois não conseguia encontrar com facilidade.
    Agora faço assim separo a agenda por setores. Tipo coisas para comprar,tarefas domésticas,etc…..
    Ai quando surge alguma nova tarefa vou colocando nas páginas certas e quando preciso saber por exemplo oque comprar já vou direto na página. Ler o seu blog tem me ajudado muito e eu já consegui me livrar de muita coisa aqui em casa. E que alívio que foi bjs.

    Responder
    • Muito boa sua ideia de separar sua agenda por setores. Obrigada pela dica!

      Fico feliz que meu blog está te ajudando! E realmente, destralhar é um alívio… <3

      Beijos!

      Responder
  3. Olah! Aqui em casa é um processo constante de rasgar e jogar papel fora. Tento utilizar algumas folhas como rascunho na impressão (quando é possível). Sou advogada e professora em uma faculdade, então uso muito para imprimir aquilo que só eu irei ler e principalmente o que vou jogar fora depois do uso. Isso me faz bem pois acho que, de certa forma, contribuo para o meio ambiente também. Nunca fui de juntar muitos caderninhos, tenho uma agenda e um caderno que uso para ideias ou quando quero escrever um post para um blog que contribuo e estou na rua, fila ou esperando algo. O que me deixa triste é que na minha cidade não tem coleta seletiva (Maceió) e o lixo é todo misturado. Um abração

    Responder
    • Uso muitos papeis de rascunho também, em vez de jogar fora (na verdade reciclo). Todo papel solto que está em branco ou usado só de um lado vai pra pastinha dee rascunho, mas mesmo assim andei acumulando bastante nos últimos meses.

      Uma pena que em sua cidade não tenha coleta seletiva… é uma questão tão importante, né?

      Beijos!

      Responder
  4. Lara

    Camile,

    tô começando a praticar yoga em casa, assistindo aula no you tube, e tô sentindo falta de um conhecimento mais aprofundado sobre a prática. Tem algum livro que você indica pra quem é iniciante total?
    (desculpa não ter nada a ver com o post)

    beijos!

    Responder
    • Olá, Lara!

      Não tem problema algum perguntar sobre isso neste post! <3
      Olha, o livro que sempre indico pra iniciantes é Autoperfeição com Hatha Yoga, do Professor Hermógenes. Ele é bem didático e explicadinho, pra quem está iniciando agora. Explica tanto sobre as posturas quanto sobre a filosofia e saúde. Pretendo fazer um post mais completo falando sobre este e outros livros que indico.

      Beijos!

      Responder
      • Lara

        Obrigada!!

        Responder
        • Já peguei essa dica e vou ler tbm 😉! Ia te perguntar isso amanhã hehe

          Responder
  5. Evernote é vida!
    Eu tenho usado muito os recursos de “escanear” os papéis, para, ou evitar pegá-los para mim (um folheto em uma loja por exemplo) ou já descartá-lo, pois, sei que quando eu precisar daquela informação, não vou encontrar, e já a busca do Evernote acha tudo né? 🙂

    Responder
    • Evernote é tudo de bom! Mas ainda assim gosto muito de desenvolver meu lado criativo no papel, só preciso me controlar pra não usar tantos (nem comprar mais caderninhos) 😛

      Beijos!

      Responder
  6. Taí uma coisa que eu adoro fazer: rasgar papel. Sempre encontro algum caderno perdido nas profundezas do que eu acho que eu ainda devo guardar. Devo ter alguns deles ainda dentro de uma cesta de piquenique (estranho né) e preparados para entrar na limpeza. Mas se tem algo mais legal que rasgar papel é evitar acumular papel, e eu já venho fazendo isso há um ano. Já aprendi a me controlar nas papelarias. rsrs

    Responder
    • Rasgar papel é bom demais! Mas, melhor que isso, evitar acumular é bem melhor. 🙂 Também preciso mudar isso, manter apenas alguns e em uso. Vou prestar mais atenção daqui pra frente.

      Ah, obrigada por linkar meu blog lá no Mil Pétalas! Amei a sua ideia! <3

      Beijos!

      Responder
  7. Concordo com o Adriano, Evernote!!! Ele é o meu cérebro e repositório, vai tudo pra lá. Panfletos, contas a pagar, lembretes e afins. Mas tbm concordo com vc que preciso de papel pra criatividade e foi no Bullet Journal que eu achei a solução pra mim.
    Tô montando GTD no Evernote, mas mantenho o BuJo como segunda caixa de entrada e lugar onde eu crio coisas, depois sempre posso scannear e mandar pro Evernote.
    Tbm tenho dificuldade em resistir aos caderninhos, tenho vários aqui. Aos poucos vou usando e to passando longe de papelarias.
    Outra dificuldade é o processamento do GTD. Coletar já está no sangue, mas esqueço de processar 😳
    Aos poucos vou acertando isso.
    Bjo!

    Responder
  8. Andressa Duarte

    Eu sou assim também, mas estou tentando mudar, retirei um monte de coisa de casa que estava lá só acumulando espaço…
    Tenho um caderninho agora que anda comigo pra lá e pra cá e coloco agora minha vida lá, os gastos , coisas a fazer, contas, tem tuuuudddo lá! Aprendi a ter apenas um e usar ele sempre!!

    Beijos
    http://sorrindocommenos.blogspot.com.br/

    Responder
    • É muito bom destralhar o que antes só acumulava espaço, né? E ter um caderno pra concentrar tudo também, assim não nos perdemos tanto com tanta papelada. 🙂

      Beijos!

      Responder
  9. Amo este tipo de post. <3

    Faço uma limpeza semanal em toda a minha papelada (realmente acumulamos que nem percebemos no dia a dia) pois acabo anotando muito em vários lugares diferentes para não perder a ideia ou inspiração. Nos últimos dias estava pensando justamente sobre a questão de centralizar todas as minhas anotações para aproveitar tudo o que eu puder e não perder nenhuma informação que eu julgar importante para o meu blog ou para mim mesmo. Tem como mostrar mais fotos nas redes sociais desse declutter que estais a fazer Camile? Adoraria ver todo o processo de forma mais profunda, dá uma inspiração tremenda! *-*

    Obrigado pelo lindo post, grande beijo.

    Responder
    • Realmente, centralizar tudo pra não perder nenhuma anotação parece ser a melhor saída. Aos poucos vou postando lá no meu Instagram (@camileyoga) meu processo de destralhamento sim, Ewerton! E fico feliz em saber que gosta de acompanhar este tipo de post, tanto aqui quanto nas minhas outras redes sociais.

      Beijos! 😀

      Responder
  10. Sabe, às vezes fico preocupada com essa nossa mania de destralhe e organização porque parece que cada vez mais estamos presas em métodos e técnicas para melhorar nosso dia a dia que só nos prendem e engessam cada dia mais.
    Gosto de manter as coisas organizadas mas não tenho caderno nem nada físico para anotação; é tudo no celular e no pc mesmo para facilitar e ocupar menos espaço.
    Boa sorte no seu trabalho de destralhe eterno aí.
    Bj e fk c Deus.
    Nana

    Responder
    • Bom dia, Nana. Acho que você não entendeu muito bem, mas eu justamente não sigo métodos nem técnicas para jogar papelada fora nem pra me organizar. Se seguisse, não teria acumulado tanto papel inútil nem cadernos de anotações, mas sim teria apenas UM, organizado. Gostar de comprar caderninhos não faz parte de nenhuma técnica nem método.

      Que bom que você tem tudo organizado, quando crescer quero ser como você. Um dia chego lá. 🙂
      Beijos e fique com Deus.

      Responder
  11. Fernanda Rocha

    Eu organizo minha papelada em 3 pastas sanfonadas, uma de saúde (com abas: receituários, bulas de remédios que tomei, exames e atestados), uma de pagamentos (abas: telefone, comprovantes de pagamento do cartão de crédito, lojas em geral, educação…) e uma de documentos (abas: bancos, comprovantes de cancelamentos, certidões, etc). E uma pasta de elástico com há 5 saquinhos plásticos com os comprovantes de pagamentos que acho interessante guardar dos últimos 5 anos. Então todo início de ano pego a pasta sanfonada de pagamentos e tiro todos os papeis de lá e vejo o que devo guardar, coloco num saquinho, fecho com durex mesmo, coloco uma etiqueta com o ano e coloco nessa pasta de elástico, a do ano mais antigo que tiver lá eu passo no scanner o que eu ainda quero guardar (6° ano mais antigo de comprovantes) e jogo tudo fora depois. Eu me organizei bem assim… mas cada um tem que se organizar da melhor forma para si. Papelaria eu doei algumas coisas e outras por enquanto guardei, e só compro coisas novas quando usar tudo o que deixei guardado.

    Responder
    • Adorei saber como você se organiza! É uma inspiração.:)

      Beijos e obrigada pela participação! <3

      Responder
  12. Eu faço essa ‘destralhada’ a cada fim de semestre e nossa, nao sei o que acontece pra eu juntar tanta coisa D:
    Agora que estou morando sozinha, parece que reduziu porque tive que eliminar algumas coisas.

    Responder
    • Eu também faço destralhada de tempos em tempos. Também não sei como acumulo tanta tralha, mas aos poucos estou me policiando pra não juntar mais.

      Beijos!

      Responder
  13. O declutter aqui é prática recorrente. Muitas vezes sem tempo jogamos as coisas em qualquer lugar.

    Queria poder dar adeus à papelada no serviço. Seria ótimo.

    Responder

Gostou do que escrevi? Deixe um comentário! :)