Cotidiano

Apenas. Respire.

14/10/2015

breathe

[respire]

Estou em um momento em que preciso muito me organizar. Tenho TCC da pós-graduação pra escrever, trabalhos da graduação, projetos de yoga e tantas outras coisas menores que somadas, parecem uma grande bola de neve vindo em minha direção. Olho ao meu redor e vejo o caos que está em mim, refletido nos meus objetos sobre minha mesa, minha cama um tanto desarrumada e minha alimentação nem um pouco saudável nos últimos dias.

Sento-me pra meditar e tudo parece melhorar por aqueles instantes, mas logo a preocupação com os prazos, o medo de estar perdendo algo enquanto faço outra coisa e a ansiedade toma conta de mim. Narro tudo isso e lembro que pratico yoga todos os dias, faço meditação zazen frequentemente e não sou acumuladora pra me sentir tão sufocada assim. Talvez as cobranças internas, os desafios que estão surgindo e os prazos estejam tentando me desestabilizar, mas sinto que há algo mais a ser feito. Preciso de, na verdade, uma reestruturação em relação ao modo como estou me organizando.

Estou me sentindo submersa em um pequeno caos que me cerca. Tudo ao meu redor pode até estar sob controle, mas ainda falta algo. Sento, respiro, me acalmo, mas ainda há algo a ser mudado. Quero aquela inspiração de volta, aquela energia que me fez mudar fortemente o padrão de vida que eu vivia até 2010, quando conheci o minimalismo. Quando abri pela primeira vez o editor de textos do blogspot num blog chamado Estudante Minimalista. Ali foi o início de tudo. E eu estava assim, exatamente como hoje. Sufocada, sabendo o que eu deveria fazer, mas sem a energia suficiente, como se tudo que havia ao meu redor me amarrasse de uma certa forma, que eu não conseguia sequer dar o primeiro passo.

reduzir. reduzir. reduzir.

Esta é a palavra do momento em minha vida. Novamente vou precisar estabelecer prioridades, rever o que mantenho comigo, a forma como estou organizando minha vida. Há muita coisa desnecessária sobre minha mesa e às vezes é necessário fazer uma grande limpeza.

Na minha mesa e na minha vida.

Compartilhe o artigo:Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on Tumblr

comentários via facebook

10 comentários leave one →

  1. Ana Beatriz Carvalho

    Camile você não está sozinha ! Enquanto estava lendo seu post me identifiquei com o que estou passando, muita coisa acontecendo ao mesmo tempo, muitas preocupações .. Mas desejo pra nós, rs, muita calma nessa hora ! Que consigamos nos organizar, porque a paz interior é essencial para uma vida em equilíbrio !

    Beijo querida !

    Responder
    • O jeito é parar, respirar fundo e tentar começar uma organização do zero. Analisar o que é prioridade no momento e o que pode ficar pra depois. Com tantas coisas assim, se não estabelecermos uma estrutura mínima, não conseguiremos fazer nada do que precisamos. Muita calma nessa hora! 😀

      Beijos!

      Responder
  2. Olá Camile, identifico-me totalmente com o post!
    Também estou nessa fase! Tenho que me reorganizar mas nem sei bem como! O pior de tudo isto é sentir que a maior parte das coisas que ocupam o meu tempo e que me desestabilizam é algo com o qual não me identifico. Sinto mesmo que não quero nada disto para mim, mas não sei como sair deste caminho e mudar de rumo. Preciso mesmo de parar para pensar.
    Obrigada pela reflexão 🙂
    Boa sorte nessa fase! Tudo vai melhorar 🙂

    Responder
    • Oi Ana!

      É bom vermos o que é prioridade e o que pode ser deixado pra um outro momento. Mas temos que pensar direitinho… no meu caso, o que está me sufocando são os compromissos finais da pós-graduação, então não posso simplesmente abandonar, tenho que enfrentar. Mas talvez tenha que dar um tempo em algo que talvez seja supérfluo e que esteja tomando meu tempo. É sempre bom analisar direitinho e ver o que pode ficar pra depois e o que deve ser enfrentado no momento agora.

      Boa sorte pra você também! 😀

      Responder
  3. Oi Camile, me senti na obrigação de te enviar um comentário, porque sei o quanto esse feedback é importante para quem faz um blog. Há um tempo atrás estava muito frustada com a minha vida – apesar de todo mundo achar que eu estava muito bem. E encontrei no minimalismo um caminho de paz comigo mesma, assim como você. Espero que você consiga superar essas dificuldades e encontrar foco. E bem como você escreveu, reduzir parece ser a resposta. Te convido a conhecer o meu blog, minimallista.com.br É bem recente, tem menos de 1 mês, mas já é como um filho. Um beijo grande! Nati

    Responder
    • Olá, Nati! Fico feliz que você tenha se encontrado no minimalismo. Você me conhece desde a época do Vida Minimalista?

      Muito sucesso pro teu blog!

      Beijos!

      Responder
  4. Luiza Marques

    Fui lendo o texto e percebi que vc colocou em poucas palavras tudo aquilo que eu estou sentindo. Na maioria das vezes eu consigo parar e respirar (até tento ver as coisas por outros ângulos), mas na maioria das vezes também tenho medo de estar fazendo algo enquanto poderia estar fazendo outra coisa.
    Ótimo texto e obrigada pelas palavras certas nesse momento! Que nós consigamos organizar nossas vidas mais uma vez!

    Responder
    • Eu que agradeço seu carinho, Luiza! E vamos organizar nossas vidas sim! Vai dar tudo certo. 🙂

      Beijos!

      Responder
  5. Camile, quando não temos cuidado é surpreendente o que acumulamos de ruim, né? Por exemplo, quando desregulamos nossa rotina com tantos processos que chegam e permanecem, nossa alimentação, nossos papéis, nossas nuvens de armazenamento, nossas prioridades, chegam a confundir um pouco, não é? É nessa hora que acalmar, sair da bolha e olhar de fora, que respirar faz a diferença. Estou exatamente como tu estes dias. Parece que o tempo ficou escasso mesmo com organização, o que não te nada a ver tendo em vista que eu aderi compromissos demais e o tempo continua o mesmo. Estou pegando a sua dica deste post magnífico a partir de agora. Apenas respirar. Respirar e consequentemente esclarecer, resolver, agir.

    A ansiedade é cruel e oprime a mente. Há horas que por mais que eu tente focar em algo específico meu cérebro fica pensando em outros processos em andamento, outros afazeres, chato e desnecessário. Creio que tem muito de disciplinar a mente, não? Foco. Faça esta limpeza daí, que nós leitores fazemos daqui e vamos mandando boas energias entre nós. Compartilhe cada mudança, vou adorar partilhar. Grande beijo e muita luz no caminho!

    Responder
    • Respirar é o melhor remédio nesses momentos. E depois levantar, sacodir a poeira e se organizar. Desapegar do que pode ser desapegado no momento e focar no que realmente importa.

      Beijos e muita luz no seu caminho também!!

      Responder

Gostou do que escrevi? Deixe um comentário! :)